Saúde

13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá

Boletim da Secretária Estadual de Saúde (SES) mostra que apenas dois leitos de UTIs estão disponíveis

Publicados

em

A taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) pediátricas, pactuadas para covid, está em 87%, tendo apenas dois leitos disponíveis em Mato Grosso.

A informação consta no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) desta segunda-feira (25). Mato Grosso tem apenas 15 leitos para tratamento de covid em crianças e 13 crianças internadas.

Essas UTIs atendem pacientes a partir dos 29 dias de vida até os 14 anos, mas pode ser estendido até os 18 anos, de acordo com as normas de cada hospital.

As 15 UTIs pediátricas pactuadas estão no Hospital de Referência contra Covid-19, em Cuiabá e também há alguns leitos pediátricos no Hospital Júlio Müller, mas não são pactuados para tratar da doença.

Já as UTIs para adultos estão com ocupação de 67,67%. Há um total de 414 UTIs pactuadas para covid e restam apenas 129 leitos disponíveis.

A covid já matou 4.993 mortes pela covid e 209 mil pessoas foram infectadas pelo vírus. O boletim da SES não mostra quantas crianças perderam a vida para a doença.

Leia Também:  Claudio Dal Magro morador de Diamantino é a vigésima vítima da Covid 19 na cidade

Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Covid-19: Saúde autoriza recursos para 3,2 mil leitos de UTI

Publicados

em


Com hospitais superlotados em diversas regiões do país, o Ministério da Saúde autorizou nesta terça-feira (2) o financiamento de 3.201 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com covid-19. A medida consta em portaria publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), assinada pelo ministro Eduardo Pazuello. A portaria lista cerca de 150 municípios espalhados em 22 estados. O valor a ser desembolsado pelo governo federal para custear as internações soma R$ 153,64 milhões, caso todos os municípios façam a solicitação à pasta.

Pela portaria, as solicitações de autorização de leitos, que terão caráter excepcional e temporário, devem ser encaminhadas por meio do Sistema de Apoio à Implementação de Políticas em Saúde (SAIPS), disponível no endereço eletrônico www.saips.saude.gov.br. Entre outros documentos, os municípios atendidos devem assegurar a existência de um respirador por leito, equipamentos e recursos humanos necessários para as internações.

Até dezembro, o Ministério da Saúde financiava cerca de 60% dos leitos de UTI em todo o país, mas esse número caiu para cerca de 15% este ano, por causa do fim da vigência do estado de calamidade pública, que permitia a transferência de recursos ao estados além do orçamento regular.  

Leia Também:  Morador de Alto Paraguai precisa de ajuda para terminar casa destruída pela chuva

A portaria prevê repasses retroativos à manutenção de leitos de UTI referentes a janeiro e fevereiro, como forma de ressarcir os estados que, nesses dois meses, tiveram de utilizar exclusivamente recursos próprios para abrir novos leitos de UTI.

Em relação a janeiro, a portaria autorizou o financiamento de 1.135 leitos em cidades de 16 estados com pagamento retroativo de R$ 54,48 milhões por mês. Já em relação a fevereiro, foi autorizado o financiamento de 2.025 leitos adultos e 41 leitos pediátricos em cidades de 22 estados, com custo total de R$ 99,16 milhões ao mês, totalizando os 3.201 leitos de que trata a portaria.

O número de óbitos por covid-19 bateu novo recorde hoje, de acordo com o balanço diário do Ministério da Saúde. Ao todo, 1.641 mortes foram notificadas desde ontem, o maior patamar desde o início da pandemia no país. O total de mortos pela doença no país está em 257.361 e o número total de infectados chega a 10,6 milhões de pessoas.

Edição: Aline Leal

Leia Também:  Claudio Dal Magro morador de Diamantino é a vigésima vítima da Covid 19 na cidade
Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA