Cidades

Abastecimento de água é retomado após suspeita de contaminação de rio em Alto Paraguai (MT)

Publicados

em

O abastecimento de água foi retomado em Alto Paraguai, a 219 km de Cuiabá, neste sábado (23), após visita de técnicos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), que analisaram o curso do Rio Paraguai e descartaram a possibilidade de contaminação.

A suspensão do abastecimento ocorreu depois que pescadores encontraram vários peixes mortos no rio, no domingo (17). A suspeita a água estivesse contaminada por agrotóxicos que estavam em um caminhão que teria tombado e a carga caído no rio.

De acordo com a prefeita, Diane Alves, o abastecimento foi retomado de forma integral, entretanto, pode ser que em algumas casas mais distantes de estação de tratamento, demore uma pouco mais para que água chegue até as torneiras.

Ela acrescentou ainda que os caminhões-pipa continuam à disposição da população para socorrer os moradores caso haja alguma intercorrência.

A cidade ficou sem água por quase um semana, desde a suposta contaminação.

G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Benedito Joaquim Soares, (Nhoca) com 101 anos quer ver Dr. Manoel administrar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Cidades

Governador recebe festeiros do Senhor Divino: “Momento de reverenciar a fé”

Publicados

em

O governador Mauro Mendes recepcionou os festeiros do Senhor Divino, na manhã desta segunda-feira (23.05), no Museu Residência dos Governadores, em Cuiabá.

A tradição das boas-vindas foi acompanhada pelo imperador da Festa do Divino, Samuel Maggi, pelo Padre Deosdete, pelo senador Wellington Fagundes e pelos secretários de Estado Rogério Gallo (Casa Civil), Jefferson Neves (Cultura, Esporte e Lazer), Laice Souza (Comunicação), Emerson Hideki (Controladoria Geral), Teté Bezerra (Agricultura Familiar) e Jordan Espíndola (Gabinete de Governo). 

“É muito importante que mantenhamos essa tradição, referenciando não só a comemoração de uma festa, mas acima de tudo reverenciando a fé em nosso Senhor Jesus Cristo e no Senhor Divino”, afirmou o governador.

O imperador da festa, Samuel Maggi, comemorou o retorno do evento, que não pôde ser realizada de forma plena nos últimos dois anos por conta da pandemia de covid-19. 

A programação deste ano iniciou no domingo (22.05) e segue até o dia 6 de junho.

“Que a festa renove a fé em nossos corações para que possamos deixar para trás esse momento difícil da pandemia. Que o nosso Senhor Divino continue abençoando nossas vidas, nossas famílias, nossa belíssima Cuiabá e o nosso Estado de Mato Grosso”, disse.

Leia Também:  Nova Mutum fica em oitavo e está entre as 10 cidades mais desenvolvidas de MT

A história

A origem da Festa do Divino se encontra em Portugal do século 14, com uma celebração estabelecida pela rainha Isabel (1271-1336), por ocasião da construção da igreja do Espírito Santo, na cidade de Alenquer.

A devoção se difundiu rapidamente e tornou-se uma das mais intensas e populares em Portugal. Por isso, chegou ao Brasil com os primeiros povoadores. Há documentos que atestam a realização da festa do Divino em diversas localidades brasileiras desde os séculos 17 e 18.

A festa se espalhou rapidamente e tornou-se tradicional e se cristalizou em estados como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Goiás e Mato Grosso

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA