Cidades

Trecho de uma das principais rodovias de MT é fechado por causa de fumaça causada por queimada de grandes proporções

Publicados

em

Um trecho da BR-163 em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, precisou ser totalmente fechado para o tráfego de veículos devido à fumaça no local.

O pedido foi feito pelo Corpo de Bombeiros que está no local e tenta apagar um incêndio de grandes proporções às margens da rodovia, que é uma das principais de Mato Grosso.

O trecho foi fechado pela Concessionária Rota do Oeste a pedido do Corpo de Bombeiros, já que a fumaça estaria impedindo os motoristas de visualizarem a pista.

Conforme um dos soldados do Corpo de Bombeiros, uma guarnição está no local desde a manhã desta segunda-feira (26) e não há previsão para terminar o trabalho.

Com o vento, o fogo se alastrou rapidamente na mata às margens da rodovia.

Os painéis de mensagens da concessionária distribuídos ao longo da rodovia estão informando aos motoristas sobre a situação.

Queimadas

Uma queimada no Parque Estadual Águas do Cuiabá, que fica localizado na região entre Nobres e Rosário Oeste, a 151 e 133 km de Cuiabá, foi controlada no sábado (24) pelo Corpo de Bombeiros de Mato Grosso. A região é uma Unidade de Conservação.

Leia Também:  Cuiabá já recolhe documentos de aprovados em seleção

De acordo com os militares, o incêndio florestal começou por volta de 19h ainda na sexta-feira (23). Duas equipes de brigadistas foram enviados ao local via acesso terrestre. A outra equipe estava no avião do Corpo de Bombeiros.

A situação também é crítica no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. Na quinta-feira (22) o Corpo de Bombeiros e brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foram acionados devido a um incêndio nos morros localizados na margem direita da MT-251.

O incêndio estava a cerca de 3 km do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães.

Vinte e dois brigadistas ficaram no local até as 22h, mas não conseguiram conter as chamas. Eles retornaram às 5h30 de sexta-feira e após horas de trabalho o incêndio foi controlado.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o fogo atingiu uma área de morros, o que dificulta o acesso dos brigadistas via terrestre. Desse modo, foi usado um avião contendo 3 mil litros de água, para ajudar as equipes que, na floresta, fizeram aceiros para evitar a propagação das chamas.

Leia Também:  Transformado em centro de pesquisa, zoológico da UFMT só terá excursões escolares e visitas técnicas

Foi solicitado reforço ao Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman).

Em cerca de 4 quilômetros ao longo do limite do Parque Nacional, foi preparada uma linha contínua com queimas prescritas. Ou seja, o parque está relativamente seguro.

G1

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Cidades

Segunda-feira (24): Mato Grosso registra 601.453 casos e 14.205 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (24.01), 601.453 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.205 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Dos 601.453 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 25.649 estão em isolamento domiciliar e 560.639 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 179 internações em UTIs públicas e 192 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 82,8% para UTIs adulto e em 42% para enfermaria adulta.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (117.124), Várzea Grande (44.652), Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288), Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Governador lamenta morte de Moacyr Freitas, primeiro arquiteto e urbanista de Cuiabá

Sistemas instáveis

Devido à instabilidade dos sistemas do Ministério da Saúde ocorrida nas últimas semanas, não foi possível atualizar os dados do Ranking da Vacinação em Mato Grosso e o número de casos e óbitos da Covid-19 no País. Os dados serão atualizados e divulgados assim que for restabelecido o acesso da SES aos sistemas do Governo Federal.

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

Leia Também:  Mais de 800 famílias de Chapada dos Guimarães recebem auxílio emergencial do Governo do Estado

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA