Cidades

PREFEITO PARTICIPA DE ELEVAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DE COLÍDER E RECEBE MOEDA HONORÍFICA

Publicados

em

Prefeito participa de elevação da Polícia Militar de Colíder e recebe moeda honorífica

O prefeito Hemerson Máximo (Maninho) participou nesta segunda-feira (18) da solenidade  de elevação da 3ª Companhia de Polícia Militar para 31° Companhia Independente.

Com a presença do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso, coronel Jonildo José de Assis e do comandante regional da Polícia Militar Adnilson Arruda, a solenidade foi bastante aclamada pelas forças de segurança de Colíder.

O prefeito pontuou que a elevação para companhia independente é muito importante para o município, propiciando um efetivo maior para atuar mais fortemente na segurança do município.

Uma dessas ações é o patrulhamento rural, onde os policiais vão atuar em rondas constantes nas comunidades rurais, coibindo a ação da criminalidade.

O Coronel Jonildo José de Assis, Comandante Geral da Polícia Militar, destacou que a elevação propicia acréscimo de efetivo policial e atribuições próprias de unidades de comando.

“Colíder caminha para o futuro. Hoje temos uma companhia independente, daqui a pouco teremos um batalhão e quiçá um grande comando. É um passo muito importante, fora outras demandas que foram tratadas e estabelecidas junto ao poder público municipal e sociedade civil organizada”, destacou.

Leia Também:  Apenas Luciara está com risco alto de contaminação de Covid-19 em MT

O prefeito foi homenageado com a entrega de uma “Moeda Honorífica” da Polícia Militar, pelos esforços, dedicação, zelo e relevantes serviços prestados em prol da segurança pública do município.

Fonte: Prefeitura de Colider

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Dezessete motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Lei Seca em Cuiabá

Publicados

em


Dezessete motoristas foram presos na madrugada deste domingo (28.11), após serem flagrados embriagados, durante a 72ª edição da Operação Lei Seca. Dois destes motoristas, ainda tiveram o agravante de desacatar os servidores públicos que trabalhavam durante a ação, que ocorreu na Av. Manoel José de Arruda, no bairro São Matheus, em Cuiabá.

O crime de desacato ao funcionário público no exercício da função ou em razão dela está previsto no Artigo 331 do Código Penal e a pena pode variar entre seis meses a dois anos de detenção ou multa.

A operação fiscalizou 110 veículos, realizando igualmente 110 testes de alcoolemia. Um total de 75 Autos de Infração de Trânsito (AITs) foram lavrados, sendo 26 por condução de veículo sob efeito de álcool, 26 por condução de veículo sem registro ou não licenciado, oito por condução de veículo sem possuir habilitação para tal, oito por recusa à realização do teste de alcoolemia e sete por motivos diversos.

Do total de veículos fiscalizados, 46 foram autuados e 45 foram removidos, sendo 40 carros e 5 motocicletas. A iniciativa também recolheu 22 documentos, sendo 19 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e três Comprovantes de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Leia Também:  Diamantino: Grupo de manifestantes se preparam para bloquear a MT-240 na segunda-feira (26)

A Operação Lei Seca é uma ação integrada, coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp) e nesta edição contou com a participação do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Polícia Penal e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA