Cidades

Ações que garantem o abastecimento de água durante a seca

Publicados

em

Foto por: Divulgação

Com o período de seca chegando ao fim, a Águas Colíder apresentou na ultima terça-feira (06) os resultados obtidos ao longo dos últimos meses para evitar a falta de água no município. O objetivo, de acordo com a concessionária, foi alcançado com sucesso, isto porque, apesar da diminuição do índice de chuvas e as dificuldades de captação devido à baixa de mananciais, como o Rio Carapá, Colíder passou por este período com equilíbrio no abastecimento. O resultado foi apresentado aos representantes do Grupo de Estiagem.

 

A Diretora Geral da Águas Colíder, Nilza Marques, abordou as ações já concluídas pela concessionária como parte do planejamento de enfrentamento do período de seca. Dentre elas, a ampliação da capacidade de reservação, modernização do sistema de bombeamento de água tratada, doação de caixas d´água, disponibilização de caminhões-pipa para atendimento aos clientes, divulgação e monitoramento do corpo hídrico e Climatempo, mapeamento e aprovação junto aos proprietários da utilização de represas, além da realização de obras de melhorias no Córrego Boa Esperança, incluindo a modernização do sistema de bombeamento da captação de água bruta.

Leia Também:  Prefeitura de Colíder inicia nesta terça-feira entrega de kits da merenda escolar

 

“Atuamos em diferentes frentes de trabalho, desde a manutenção em nossa rede, passando por estratégias de comunicação para conscientizar a população sobre o consumo responsável e a realização de investimentos pontuais. Encerramos o período de estiagem com índices pluviométricos abaixo de 20% e ainda assim garantimos o abastecimento de água em Colíder”.

 

Presidente da Câmara de Vereadores de Colíder, a vereadora Flavinha, parabenizou a concessionária pelo trabalho realizado em 2021. Segundo ela, a falta de água sempre foi uma preocupação da comunidade no município em virtude do histórico de racionamento em anos anteriores no período de seca. “Este é um problema que assolava a cidade já há muitos anos. Fico feliz em ver todo o empenho da Águas Colíder e a responsabilidade com a população”.

Integrante do Grupo de Estiagem, a Associação Ambiental Carapá Vivo também participou da reunião. Presidente da entidade, Eliel Mota, ressaltou o interesse da Águas Colíder em se aproximar da comunidade e o trabalho realizado para que o abastecimento não fosse comprometido. “O Grupo de Estiagem foi de suma importância para este resultado positivo. Conseguimos com um planejamento antecipado coletar ideias de vários setores e chegar ao êxito de não faltar água este ano. A cidade está muito satisfeita”.

Leia Também:  Governo do Estado lança Operação Abafa Amazônia para fiscalizar queimadas ilegais

 

Lançado em abril, o Plano de Estiagem da Águas Colíder teve como objetivo minimizar os impactos da seca na captação e distribuição de água, com cerca de 33 mil pessoas atendidas no município. Dentre as atividades, foi criado o Grupo de Estiagem, composto por representantes da Promotoria de Justiça, Procuradoria Municipal, Vigilância Sanitária, Procon, Associação Comercial, líderes comunitários, secretários de Indústria e Comércio e Meio Ambiente. A ideia da concessionária para 2022 é fortalecer estes laços para alcançar, novamente, resultados positivos.

 

“É muito importante ressaltar que chegamos a este bom resultado graças ao apoio que recebemos do Poder Concedente nas iniciativas adotadas, tanto pela concessionária quanto pelo Grupo de Estiagem. O apoio da população no consumo responsável de água também foi essencial”, finaliza Nilza Marques, diretora geral da Águas Colíder.

 

 

 

Fonte: Nortão Online

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Estado investe R$ 42 milhões na pavimentação da MT-413 até Santa Terezinha

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) publicou nesta segunda-feira (18.10) licitação para contratação de empresa que ficará responsável pela pavimentação e recuperação de asfalto da MT-413, que liga o município de Santa Terezinha até a BR-158. Com valor estimado em R$ 42.529.674,01, a obra compreende 94,61 quilômetros de extensão, sendo que 24 km não estão pavimentados.

A licitação será feita na modalidade de Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo de menor preço e em lote único. A sessão de abertura de propostas será realizada no dia 11 de novembro, às 14h, na sala de reuniões da Sinfra-MT. Podem participar do certame empresas nacionais ou estrangeiras, que cumpram os requisitos necessários para contratar com o Governo de Mato Grosso.

Iniciada em 2013, a obra da MT-413 não foi concluída por gestões anteriores e agora será retomada pela atual gestão com uma nova licitação. A rodovia é a única via de ligação asfáltica entre o município de Santa Terezinha e a BR-158, constituindo importante rota de tráfego para os moradores da cidade que precisam se locomover até outras cidades. A pavimentação vai garantir segurança para todos, tendo em vista que nos períodos mais chuvosos, o município chega a ficar isolado.

Leia Também:  AGENTES DE ENDEMIAS RECEBEM EQUIPAMENTOS PARA AGILIZAR AÇÕES DE PREVENÇÃO ÀS DOENÇAS

Os primeiros 24 km da rodovia, que não estão pavimentados, receberão serviços de terraplanagem, pavimentação, drenagem e obras complementares, além de sinalização e proteção ambiental. No trecho restante, já pavimentado, serão realizadas obras de revitalização, além da instalação de dois bueiros celulares e o encabeçamento de duas pontes sobre os córregos Eletro II e Fundo de Pedra.

A Sinfra iniciou neste ano a construção de três pontes na MT-413, em um investimento de aproximadamente R$ 5 milhões. De acordo com o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, o objetivo do governo é aumentar a quantidade e a qualidade das rodovias estaduais, construindo novos trechos e garantindo um sistema rodoviário mais eficiente para o cidadão que precisa utilizar estradas para estudar, cuidar da saúde ou trabalhar.

Santa Terezinha também recebeu neste ano uma motoniveladora da Sinfra, para ajudar o município na manutenção de rodovias não pavimentadas. O consórcio Intermunicipal Norte Araguaia, do qual a cidade faz parte, recebeu outras três motoniveladoras, duas escavadeiras e uma pá carregadeira, com o mesmo objetivo.

Leia Também:  Colidenses com idade acima de 6 meses podem se vacinar contra a gripe

As obras fazem parte do programa Mais MT, o maior programa de investimentos públicos da história de Mato Grosso, lançado pelo governador Mauro Mendes. Apenas para o eixo de infraestrutura estão previstos R$ 4,73 bilhões em investimentos.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA