Agro Notícias

Agrotóxicos roubados de fazenda em Primavera do Leste são recuperados em Diamantino

Publicados

em

O dono da propriedade, alvo de investigações anteriores da GCCO, foi autuado em flagrante por receptação

Diversos defensivos agrícolas, roubados em uma propriedade rural em Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá), foram recuperados pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (29.07), em ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Os agrotóxicos foram localizados em um sítio próximo à cidade de Diamantino, sendo o dono da propriedade autuado em flagrante pelo crime de receptação.

O crime ocorreu na madrugada de 28 de maio, quando pelo menos cinco homens armados invadiram a propriedade, localizada aproximadamente a 15 quilômetros de Primavera do Leste, renderam as vítimas e subtraíram dois veículos (um Volkswagen Voyage e um Fiat Toro), aparelhos celulares, além da expressiva quantidade de defensivos agrícolas.

Durante as investigações, os policiais da GCCO receberam informações de que os produtos roubados estavam na propriedade rural próximo a Diamantino. O dono da propriedade é conhecido da Polícia, sendo alvo de investigações anteriores realizadas pela GCCO e foi preso em ação outra ação da unidade realizada no ano de 2020.

Leia Também:  Parceria entre Faesc, Senar e Banco do Brasil capacitará produtores na gestão rural

Com base nas informações, os policiais da GCCO, com apoio da equipe da Derf de Primavera do Leste, foram ao sítio, onde, logo no acesso da propriedade, perceberam a grande quantidade de veículos no local. Em busca feita em dois dos veículos, foi encontrada grande quantidade de defensivos agrícolas, muitos deles ainda na caixa.

Questionado, o proprietário do local disse que havia adquirido os defensivos de uma pessoa de Primavera do Leste, dando como pagamento um veículo e que não possuía nota fiscal do produto. Em checagem do material encontrado, foi constatado se tratar da carga de agrotóxicos furtados da fazenda de Primavera do Leste.

Diante das evidências, todo material foi apreendido e o suspeito encaminhado à GCCO, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante pelo crime de receptação, foi arbitrada a fiança no valor de R$ 50 mil.

Página 1 MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agro Notícias

Mapa estabelece requisitos mínimos identidade e qualidade para amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas

Publicados

em

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicou, nesta quarta-feira (10), a Portaria nº 635, que estabelece o Regulamento Técnico que define os requisitos mínimo de identidade e qualidade para amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas, individualizadas ou misturadas.

Entre os requisitos, os produtos devem estar isentos de praga visíveis a olho nu, limpos, em bom estado, isentos de odores estranhos, impróprios ao produtos, que inviabilize a sua utilização, além de estarem isentos dos defeitos mofada, ardida, rançosa ou azeda, geminada, danificadas e chocada ou imatura. Os requisitos mínimos devem ser observados tanto pelo responsável pelo produto quanto pelo embalador, detentor ou importador do produto. 

 A Portaria tem como objetivo viabilizar que esses produtos sejam controlados e ofertados com um padrão mínimo de qualidade e de condições higiênico-sanitárias aos consumidores. 

As amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas que não atenderem ao regulamento técnico serão consideradas desconformes e não poderão ser comercializadas, devendo ser repassadas ou destruídas. Para a importação, caso os produtos não atendam aos requisitos estabelecidos na Portaria, somente poderão ser internalizadas após atendidas as exigências determinadas pelo órgão fiscalizador, podendo ainda ser devolvidas para a origem ou destruídas. 

Leia Também:  Mais de 20 pessoas são detidas pela Polícia Federal durante as votações neste domingo

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA