Saúde

Criança de 4 anos e duas jovens morrem de Covid; MT tem 77 óbitos em 24h

Publicados

em

foto: divulgação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (03.04), 314.473  casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 7.926 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Nas últimas 24 horas, foram notificadas 77 mortes e 764 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 314.473 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.315 estão em isolamento domiciliar e 290.052 estão recuperados.

Entre as vítimas, está uma criança de apenas 4 anos, moradora de Lucas do Rio Verde. A Secretaria de Saúde não informou que o garoto tinha comorbidades. Há também duas jovens, de 27 e 28 anos, residentes em Cuiabá e Sinop, respectivamente.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 527 internações em UTIs públicas e 511 enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 58% para UTIs adulto e em 97,96% para enfermarias adulto.

Thank you for watching

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (67.651), Rondonópolis (23.825), Várzea Grande (20.270), Sinop (15.880), Sorriso (11.719), Tangará da Serra (10.940), Lucas do Rio Verde (10.502), Primavera do Leste (9.148), Cáceres (6.832) e Alta Floresta (6.052).

Leia Também:  Avião parte hoje para buscar 2 milhões de doses de vacina da Oxford

O documento ainda aponta que um total de 277.164 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.574  amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (02), o Governo Federal confirmou o total de 12.910.082 casos da Covid-19 no Brasil e 328.206 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 12.839.844 casos da Covid-19 no Brasil e 325.284  óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (03).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Homem finge ser assaltante e é baleado por policial militar em VG

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

 

 

Fonte: FolhaMax

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Rio vacina hoje professores da rede pública com 55 anos ou mais

Publicados

em


O município do Rio de Janeiro vai começar hoje (17) a vacinar profissionais de educação que estão na ativa em unidades públicas da rede de educação básica localizadas na capital. Neste sábado, só podem tomar a vacina aqueles tiverem 55 anos de idade ou mais.

Estão incluídos profissionais que trabalham na Secretaria Municipal de Educação, na Secretaria Estadual de Educação, na Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), no Colégio de Aplicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e em instituições federais.

Para receber a vacina, esses profissionais deverão apresentar documento oficial com foto e os dois últimos contracheques. A Secretaria Municipal de Saúde orienta aqueles que não tenham contracheque com o nome da unidade escolar ou outra forma de comprovar a atuação na escola a providenciar uma declaração da instituição de ensino e comparecer para se imunizar no dia 24 de abril. A vacinação dos profissionais de educação seguirá no sábado que vem, quando poderão se vacinar aqueles que têm 50 anos ou mais.

Leia Também:  Os motivos pelos quais sua jornada de trabalho deveria ser mais curta

Outros públicos-alvos

O cronograma de vacinação do município do Rio também prevê que podem se vacinar neste sábado pessoas de qualquer categoria profissional com 62 anos de idade ou mais, pessoas que devem receber a segunda dose da vacina e profissionais de saúde na ativa com 50 anos ou mais.

Os profissionais de saúde devem comparecer aos postos de vacinação entre 13h e 17h, com documento original com foto e comprovante do conselho de classe. Mais orientações podem ser obtidas no site oficial da vacinação no Rio de Janeiro.

A programação da prefeitura do Rio alcançará na semana que vem todas as faixas etárias da população idosa na cidade, com a aplicação da primeira dose em pessoas de 60 e 61 anos entre a próxima segunda-feira e o próximo sábado.

Na semana seguinte, que se inicia em 26 de abril, terá início a vacinação de grupos prioritários com menos de 60 anos, o que inclui pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes e profissionais da saúde, educação, segurança pública e limpeza urbana que estejam na ativa.

Leia Também:  Pandemia reduz avanços no combate à tuberculose, diz especialista

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA