Vídeos

Vídeo mostra ônibus com 40 passageiros que foi consumido pelo fogo em Diamantino

Publicados

em

Um ônibus da Suinobras Alimentos, ocupado com 40 passageiros, pegou fogo na manhã desta segunda-feira (7), na MT-240, quando saía de uma zona rural, próximo de Diamantino (208 km a médio-norte de Cuiabá). Apesar do susto, todos os trabalhadores saíram ilesos.

De acordo com informações da Polícia Militar, o motorista do ônibus relatou que o veículo começou a pegar fogo, por volta de 6h, quando estava na estrada. Aparentemente, as chamas foram provocadas por um superaquecimento do motor.

Assim que deu início, os 40 ocupantes logo desceram do veículo, antes que o fogo se alastrasse.

As próprias testemunhas e policiais militares utilizaram um caminhão-pipa da Prefeitura para conter o fogo. Por conta do acidente, a rodovia ficou interditada por duas horas.

Testemunhas gravaram enquanto o incêndio ocorria e pelas imagens é possível ver a nuvem de fumaça que se formou em cima do ônibus.

Fonte: Gazeta Digital
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Motorista perde controle, tomba caminhão-pipa e morre esmagado em VG. Veja vídeo;
Propaganda

Saúde

‘Mutirão da Catarata’ devolve a visão a pacientes de Diamantino

Publicados

em

Por

“Eu não podia ler mais, tinha que trazer o papel bem pertinho para poder enxergar”, contou a aposentada Nilce de Carvalho Garcia de 77 anos. Ela foi um dos 22 pacientes diagnosticados com catarata pela atenção básica de saúde de Diamantino. Todos os pacientes fizeram a cirurgia de catarata no Pronto Atendimento Municipal Dr. Leônidas Nascimento Vidigal nesta sexta-feira (13.05). A realização do procedimento é inédita no município e possível devido ao Programa Mais MT Cirurgias da Secretaria de Estado de Saúde – SES/MT em parceria com a Prefeitura de Diamantino.

Na antessala de cirurgia, o morador do bairro Buriti, Osvaldo Souza de 71 anos, que trabalhava com serviços gerais até poucos meses antes da pandemia do novo coronavírus, quando após um mal-estar devido a visão turva o tirou de suas atividades laborais.

“Eu trabalhava limpando quintais, fazendo todo o tipo de serviço e precisava enxergar bem para não deixar nada para trás, foi quando percebi que a visão estava cada dia mais embaçada, até que um dia durante o trabalho tive um mal-estar, vindo parar no Pronto Atendimento e achando que ficaria cego”, relatou.

Leia Também:  Caminhão boiadeiro tomba em Alta Floresta; Veja vídeo

Osvaldo ainda contou que teve seu procedimento cirúrgico marcado, porém cancelado devido à pandemia da Covid-19, quando em todo o país foi interrompida a realização de procedimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas.

Responsável pelos procedimentos realizados no dia de hoje, o médico oftalmologista Antônio Sardinha explicou que a “catarata” é a densificação do cristalino ocular ocasionado pelo envelhecimento, porém podem também estar associadas a alterações metabólicas, ou até mesmo em crianças por hereditariedade e pontua que o procedimento é rápido e indolor, tendo resultados imediatos pós-cirúrgico.

“Este tipo de catarata é denominada de catarata senil, que está relacionada a idade. Conforme a pessoa vai envelhecendo o cristalino também envelhece e vira a catarata. Então tiramos esse cristalino doente e colocamos uma lente intraocular, que faz com que a pessoa volte a enxergar e até mesmo em muitos casos fazendo com que a pessoa deixe de usar óculos para longe”, explica.

A cirurgia, detalhou o médico, demora entre 5 a 10 minutos e o tempo de recuperação depende de cada pessoa, do uso dos colírios com antibiótico e corticoide e também do repouso que é o mais importante, já no mesmo dia ela consegue enxergar bem.

Leia Também:  Motorista perde controle, tomba caminhão-pipa e morre esmagado em VG. Veja vídeo;

Redução da fila de espera pela cirurgia

Conforme explica Ludmilla Carris, enfermeira do município de Diamantino, o mutirão em parceria com a SES/MT, através do Programa Mais MT Cirurgias, tem o objetivo de reduzir uma demanda reprimida para a realização de consultas e procedimentos oftalmológicos desde o ano de 2015 que se estendia até junho de 2021.

“Constatamos que entre o período de 2015 a junho de 2021, havia uma demanda reprimida por consultas oftalmológicas em Diamantino, e a destinação de recursos através do programa do Governo do Estado nos colocou em condições de realizar estes procedimentos e também de consultas”, afirmou.

O mutirão se estende neste final de semana com consultas oftalmológicas, agendadas para este sábado (14) e domingo (15) na Estratégia de Saúde da Família – ESF Central, a partir das 07h00 com parada para almoço e retorno às 13h00, onde espera-se que sejam atendidas 150 pessoas, pré-agendadas, incluindo os retornos dos procedimentos efetuados hoje.

Haron Álvares

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA