Polícia

Mãe mata filha e arranca os órgãos para mastigar

A Polícia Civil confirmou que a mulher utilizou uma tesoura para matar a criança e que os órgãos foram cortados com a criança em vida.

Publicados

em

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Depois de arrancar os olhos e um pedaço da língua, utilizando uma tesoura a mãe identificada como Josimare Gomes da Silva, 30 anos, mastigou e tentou engolir os órgãos de Brenda Carollyne Pereira da Silva, 5 anos. A informação foi confirmada pelo Agente da Polícia Civil, Eduardo Prado, que esteve no local do crime.

Segundo o Agente da PC, as cenas do crime foram tão fortes que os 20 anos de carreira nas polícias Militar de Pernambuco e Civil de Alagoas, não foram suficientes para evitar que ele entrasse em estado de choque.

Em entrevista exclusiva ao repórter Ítalo Timóteo, Eduardo que não quis gravar em vídeo por estar bastante consternado, contou que o crime foi percebido pelo pai de Josimare e avô de Brenda. “O idoso percebeu que elas duas estavam trancadas, ao chamar ela disse que estava tomando banho, mas demorou, foi quando o senhor foi olhar pela porta de trás e viu as marcas de sangue, ele arrombou a porta e encontrou a criança já sem vida no banheiro e a mãe rezando sobre o corpo.” Concluiu o policial.

Leia Também:  Homem é preso suspeito de tentar matar o irmão e o colega de trabalho dentro de balsa e oferecer suborno a policiais em MT

Após isso, a Polícia Militar foi acionada e prendeu a mulher ainda em flagrante. Os policiais informaram que foi apurado através da família que ela sofre de depressão e era acompanhada por profissionais de saúde, a mulher de 30 anos nunca demonstrou violência e que as dosagens de remédios tarja pretas estavam diminuindo, pois o acompanhamento psicológico estava tendo bons resultados.

A mulher está sendo conduzida para a 1ª Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), onde prestará depoimento e ficará reclusa à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: Rádio Delmiro 89,9

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia Civil prende irmão de traficante em mais uma ação de combate ao tráfico em Confresa

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais um traficante que atuava na cidade de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá) foi tirado de circulação em ação da Polícia Civil, realizada na manhã desta sexta-feira (26.02). O suspeito, de 35 anos, é irmão de outro traficante preso na semana passada durante operação de combate ao tráfico de drogas no município.

A ação resultou na apreensão de porções de entorpecentes, além da prisão do suspeito em flagrante e por força de mandado de prisão por tráfico de drogas.

Na semana passada, a Delegacia Municipal de Confresa deflagrou operação para cumprimentos de ordens judiciais em locais identificados como possíveis pontos de venda de drogas. Na ocasião, um homem de 37 anos, foi preso em flagrante, no Setor Pavilhão.

As investigações apontaram que o irmão do traficante preso durante a operação também tinha envolvimento com o comércio ilícito. Com base no apurado, o delegado Matheus Soares Augusto, representou pelo mandado de prisão do investigado, que foi decretado pela Justiça.

Leia Também:  Após sentir "cutucada anal", homem joga pedra em terreiro em Cuiabá

Os policiais localizaram o suspeito em uma construção, no bairro Morada Nova, onde foi dado cumprimento a ordem de prisão. No bolso do investigado, os policiais apreenderam uma porção de maconha. Em continuidade as diligências, os policiais realizaram buscas na residência do suspeito onde apreenderam uma porção grande da droga.

Diante das evidências, o preso foi conduzido para a Delegacia de Confresa, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, assim como foram tomadas as providências de praxe para o cumprimento do mandado de prisão também decretado por envolvimento com o comércio de entorpecentes.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA