Tecnologia

Sentimos falta de uma internet que não existe mais

Publicados

em

source
Orkut traz nostalgia para quem viveu a internet dos anos 2000
Tecnoblog

Orkut traz nostalgia para quem viveu a internet dos anos 2000

Em seus tempos de glória, o Orkut tinha cerca de 300 milhões de usuários no mundo todo. Lançada em janeiro de 2004 nos Estados Unidos, a rede social testemunhou uma invasão de brasileiros já nos meses seguintes. Quando ganhou sua versão em português, em maio de 2005, o Brasil já era responsável por mais de 60% dos perfis cadastrados na plataforma.

Pouco mais de dez anos após sua criação, em junho de 2014, o Orkut foi descontinuado, e o mundo seguiu em frente. Mas, para aqueles que aprenderam o que era a internet através de scraps, depoimentos e comunidades, a lembrança do Orkut jamais se apagou.

Então, quando ninguém esperava, o site do Orkut foi atualizado com um comunicado de seu criador, Orkut Büyükkökten . Nele, além de celebrar a memória da rede que levou seu próprio nome, ele compartilhava uma informação curiosa: a de que está “construindo algo novo”.

Uma onda de nostalgia pelo Orkut se iniciou. Vale a pena pensar um pouco sobre ela.

Nostalgia é mais do que apenas saudade

Na origem da palavra “nostalgia” está uma forte melancolia. É uma tristeza profunda causada pelo afastamento da terra natal. Quando estamos nostálgicos, portanto, não estamos apenas com saudade. O sentimento é mais profundo, e nasce de um incômodo pela distância daquilo que consideramos familiar.

Leia Também:  WhatsApp testa filtro de mensagens; entenda como ele vai funcionar

Pesquisas no campo da psicologia tentam entender melhor como a nostalgia afeta os seres humanos. Alguns estudos sugerem que, apesar de estar muito ligada à tristeza, essa emoção costuma ter um efeito positivo. O processo nostálgico começa com a melancolia por algo familiar que não está mais presente, mas resulta em melhoras no humor, bem-estar e otimismo.

Em outras palavras, a nostalgia faz com que as pessoas se sintam bem. Não é à toa, portanto, que ela se tornou um ativo tão importante. Os maiores exemplos estão na cultura pop: uma multidão de revivals e reboots de obras clássicas, cuja razão de ser está puramente no sentimento nostálgico.

Voltando ao assunto do Orkut, os motivos de nossa nostalgia precisam ser questionados. Se o sentimento nasce de um anseio pela terra natal, podemos dizer que essa terra é apenas o Orkut?

Tempos em que a internet era jovem, e nós, jovens na internet

Uma hipótese mais provável é que o Orkut represente uma época. A ele, somam-se outras plataformas que marcaram um certo momento da internet. Conversar pelo MSN, acessar fotologs, ler e descobrir novos blogs; todas essas coisas fizeram parte da vida de milhões de pessoas, junto com o uso diário do Orkut.

Esse terreno familiar é um conjunto de ferramentas que consolidou, para muitos de nós, o que significava a internet. Entrar em contato com outras pessoas e perspectivas, descobrir os elementos que viriam a constituir gostos pessoais duradouros, tudo isso aliado à ausência dos algoritmos e discussões inflamadas que caracterizariam as redes sociais nos anos seguintes. A nostalgia nos convida a olhar para essa internet que tanto amamos — e que não existe mais.

No entanto, precisamos de cuidado para não cair na armadilha da idealização do passado. O Orkut tinha sua leva de comunidades problemáticas, algumas inclusive fazendo apologia ao crime. Muitas das discussões sobre moderação de conteúdo que reverberam atualmente se aplicavam a esse espaço tão amado. Por isso, se o Orkut voltar de alguma maneira, é importante saber desde já: ele não será como antes. Não é possível recriar o passado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tecnologia

iOS 16 vai finalmente dividir mensagens entre linhas telefônicas

Publicados

em

source
Mensagens poderão ser melhor organizadas
Reprodução/Apple

Mensagens poderão ser melhor organizadas

Com a chegada da nova fase beta do iOS 16 , a Apple anunciou novidades para seu sistema operacional mobile. Uma delas é a tão aguardada funcionalidade de filtragem de SMS por linha telefônica no iPhone. Além disso, há doze novas subcategorias para melhor organizar mensagens recebidas de números desconhecidos nas categorias de Transação e Promoção.

Conforme revelado pela Apple nas notas de lançamento do iOS 16 beta 2, aqueles com acesso ao sistema operacional já podem filtrar suas mensagens com base em cada linha telefônica presente no aparelho. Isso significa que usuários de iPhones que comportam dois chips vão poder visualizar separadamente os SMS recebidos em cada um dos cartões SIM.

O que há de novo no app Mensagens no iOS 16

Há novas opções de organização no aplicativo Mensagens. Os usuários vão poder selecionar “Todas as linhas” para exibir todas as mensagens recebidas no aparelho. É possível também selecionar cada número de celular para visualizar somente os SMS recebidos pelo SIM principal ou secundário.

Leia Também:  CRA debate nesta quinta impactos da falta de regularização fundiária

Na nova versão beta do iOS 16, há também doze novas subcategorias no app Mensagens. Com elas, é possível organizar melhor todos os SMS recebidos de números desconhecidos nas categorias de Transação e Promoção.

Outra novidade é que, para algumas operadoras de telefonia dos Estados Unidos, o beta 2 do iOS 16 amplia a função de denunciar mensagens. Assim, os usuários vão poder reportar SMS recebidos como spam, por exemplo, diretamente às operadoras. No entanto, ainda não sabemos se esse recurso chegará ao Brasil.

Há ainda mais uma nova função, mas somente para usuários da Índia. Na fase beta 2 do iOS 16, o app Mensagens do iPhone passa a extrair eventos dos SMS recebidos. Isso significa que mensagens recebidas referentes a eventos e compromissos pode ser apresentadas no calendário e como sugestões da Siri.

Leia Também:  Windows 11 ganha abas no Explorador de Arquivos e modo Não Perturbe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA