Polícia

Polícia Civil recupera carga de semente de soja desviada de uma empresa do Paraná

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Uma carga de semente de soja desviada pelo motorista de uma empresa transportadora foi recuperada pela Polícia Civil, nesta terça-feira (28.09), no município de Diamantino (208 km a médio norte de Cuiabá). Um homem de 30 anos foi preso em flagrante por receptação.

As diligências iniciaram na segunda-feira (27), após os proprietários do carregamento que são do Estado do Paraná, procurarem a Delegacia de Polícia de Diamantino e comunicarem os fatos.

Conforme narrativa no dia 19 de setembro houve um acidente de trânsito com o caminhão carregado com aproximadamente 36 bags de mil quilos cada de sementes de soja, vindo parte da carga a cair na Rodovia.

Na ocasião o motorista de 53 anos do caminhão fez um boletim de ocorrência, alegando que a carga havia sido toda saqueada por populares que assavam no momento do acidente. No entanto, ocorreu o saque das sementes de soja, mas em pouco quantidade.

Logo que informada sobre o acidente, a empresa dona da carga enviou funcionários no local para recuperar as sementes. Entretanto, nesse meio tempo, o motorista vendeu a carga que ficou em cima do caminhão para duas pessoas da cidade de Diamantino.

Leia Também:  Dois são presos suspeitos de matarem a tiros avô e neta de 3 anos

De acordo com as investigações, essas duas pessoas estavam tentando vender o carregamento, fato esse que chegou ao conhecimento dos proprietários, os quais atuam no ramo de soja e carga.

Durante as diligências o suspeito de 30 anos que havia adquirido as sementes de soja do motorista do caminhão, bem como sabia que se tratava de uma carga desviada foi localizado. O segundo envolvido ao tomar conhecimento da ação da Polícia Civil desapareceu.

Em seguida os policiais civis conseguiram recuperar a quantia de 18 bags de semente de soja, que estavam armazenados parte em uma empresa de autopeças no bairro Novo Diamantino e outra parte em uma propriedade rural na região.

Diante do flagrante o suspeito de 30 anos foi encaminhado até a Delegacia de Polícia, interrogado e preso crime de receptação. Após interrogatório do conduzido, foi arbitrada fiança no valor de 20 salários-mínimos, ate o momento não pago pelo autuado.

Já o segundo investigado no caso, de 34 anos, se apresentou na unidade policial, porém por não estar em situação de flagrante, responderá ao inquérito em liberdade, juntamente com o motorista do caminhão.

Leia Também:  Duas pessoas são detidas em flagrante por usurpação de função pública em vistoria veicular

De acordo com o delegado Gilson Silveira do Carmo, a Polícia Civil de Diamantino tem intensificado as investigações e vem mapeando as questões que envolvem desvio de soja e roubo de gado na região.

“A Delegacia de Polícia está preparada e prontas para esclarecer e prender os autores desse tipo de natureza criminal”, destacou Gilson Silveira.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia pode pedir apoio de cães farejadores para achar jovem desaparecido no Nortão

Publicados

em

Foto: Divulgação

Foram interrompidas as buscas aos corpo de Josivan Maicon. Morador de Carlinda, ele estava em Alta Floresta quando desapareceu no dia 8 e seguindo informações obtidas pela própria família e a Divisão de Homicídios, a Polícia Civil durante todo o dia de sexta-feira tentou encontrar com ajuda de militares do Corpo de Bombeiros, o local onde foi passada a informação que teriam matado e deixado o rapaz. Mas sem êxito.

O delegado Vinícius Nazário, que apura o caso, disse que a Polícia Civil contou com apoio de militares especialistas em buscas de pessoas desparecidas e que a Divisão de Homicídio ainda fez uma verdadeira varredura em uma região de mata na vicinal Céu Azul onde havia informação de que o corpo estaria. “Mas não foi encontrado qualquer vestígio em todos os supostos lugares que foi falado ou ventilado que estaria o corpo”, contou o delegado salientando que poderá ser usado o trabalho de cães farejadores para seguir novas buscas.

Só que o delegado de Alta Floresta, ao informar que novas testemunhas serão ouvidas, comentou trabalhar em outras linhas de investigações, até mesmo com possibilidade do jovem não ter sido morto, considerando até o momento não haver evidência oficial de que ele foi assassinado.

Leia Também:  Ação conjunta recuperam objetos furtados de funcionário da prefeitura em Itiquira

 

 

Fonte: Nativa News
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA