Polícia

Polícia Civil prende jovem atuante no tráfico de drogas e homem foragido da Justiça do Estado de SP

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens, sendo um acusado de comercializar entorpecentes e outro foragido da Justiça do Estado de São Paulo, foram presos pela Polícia Civil, no final da tarde de sexta-feira (11.06), em ações da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) realizadas em Cuiabá e Várzea Grande.

No primeiro trabalho operacional foram apreendidas várias porções de droga, mais de R$ 1,1 mil em dinheiro proveniente da venda ilícita, balança de precisão, entre outros materiais usados para o tráfico. Na ocasião, um jovem de 23 anos foi preso e autuado em flagrante delito.

Durante investigação de combate a venda de drogas, os policiais civis identificaram uma residência no bairro Jardim Renascer, na Capital, onde o morador vinha atuando no tráfico. Com base nos indícios, o local passou a ser monitorado, quando no final da tarde de sexta-feira (11) foi avistado o momento em que um indivíduo chega na casa e é recebido pelo investigado. Logo este recebe algo e sai pilotando uma motocicleta.

Leia Também:  Policial atira na cabeça de Pit Bull para proteger pessoas em Diamantino

Ato contínuo o mesmo foi abordado pela equipe e constatado se tratar de um usuário de entorpecente, e na busca pessoal foi localizada uma porção de cocaína. Ao ser perguntado, o rapaz informou que havia comprado do suspeito investigado pelo valor de R$ 40. 

Em seguida os investigadores realizaram a abordagem do morador da casa alvo, que ao perceber a presença dos policiais civis correu para um dos cômodos existentes no fundo do terreno, onde tentou se desfazer de algumas porções de cocaína prontas para a venda. Na residência também foram apreendidas balança de precisão, outras porções de maconha e a quantia em dinheiro de mais de R$ 1,1 mil.

Diante do flagrante o jovem foi conduzido para DRE junto com todo material apreendido, interrogado e autuado pelo crime de tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição da Justiça. 

FORAGIDO DA JUSTIÇA

Na segunda ação os policiais civis efetuaram a prisão de um homem de 41 anos, procurado pela Justiça do Estado de São Paulo por condenação há 18 anos. Ele estava com mandado de prisão em aberto decretado pelo juízo da Comarca de Santos (Unidade Regional de  Departamento Estadual de Execução Criminal).

Leia Também:  Mortes em rodovias aumentaram 19%, aponta levantamento da PRF

De posse da ordem judicial de prisão, os policiais civis da DRE passaram a monitorar a região da casa onde o suspeito estava residindo no bairro Imperador, em Várzea Grande, quando no início da noite de sexta-feira (11) avistaram o momento em que ele chegou no imóvel.

Ao ser abordado, o suspeito assumiu que estava foragido do Estado de São Paulo desde o mês de janeiro. Em seguida ele foi encaminhado até a DRE para as providências cabíveis em cumprimento ao mandado de prisão e posteriormente colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia Civil impede vítima de cair em golpe pela internet relacionado a venda de caminhonete Hilux

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, conseguiu evitar que uma vítima caísse em um golpe envolvendo a venda de uma caminhonete Toyota Hilux, em ação realizada na quarta-feira (04.08).

A vítima de 38 anos procurou a Polícia Civil, informando que havia anunciado na internet, através do site OLX, a venda do seu veículo, quando recebeu proposta de um comprador, que se identificou como um advogado de Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá).

Durante as tratativas do negócio de compra e venda, o suposto comprador enviou a foto dos documentos pessoais. A vítima realizou a pesquisa na OAB Nacional e constatou que o nome apresentado pelo suspeito era de advogado do Estado de São Paulo (SP).Em pesquisa sobre o profissional, a vítima descobriu que ele possui um site em que informava que o nome dele estava sendo utilizado para a prática de golpes.

Após orientação recebida pela equipe da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes, o comunicante marcou um encontro com a pessoa supostamente interessada na compra da caminhonete, no estacionamento de um shopping center, no bairro Santa Rosa, em Cuiabá.

Leia Também:  Durante detenção por desacato suspeito manda Pit Bull atacar PMs em Matupá; militares ficaram feridos

Os policiais da Delegacia de Estelionato foram com a vítima até o local combinado, e por volta das 10h30 , flagraram o momento em que dois homens, de 58 e 47 anos, que se identificaram como corretor e garagista respectivamente.

Os suspeitos informaram a equipe que viram o anúncio da venda do veículo pela rede social (Facebook) e logo entrou em contato com o número de celular do suposto advogado, o qual disse que era sócio do proprietário da Hillux (vítima), bem como possuía um escritório de advocacia em Cuiabá, porém tinha desfeito a sociedade e pego a camionete no negócio.

Os dois homens se prontificaram em acompanhar os policiais civis para prestarem mais esclarecimentos. Enquanto eles estavam sendo ouvidos na Delegacia de Estelionato, o golpista que se passava por advogado entrou em contato com um dos senhores, dizendo que “havia gostado do veículo”

Em seguida o suspeito enviou os dados bancários para o depósito do valor, sendo a conta no nome de uma terceira pessoa, bem como pediu para que o senhor não comentasse com o dono do veículo a respeito de valores, pois estava vendendo a Hillux com preço abaixo do mercado.

Leia Também:  Polícia Civil divulga resultado de inscrições deferidas e indeferidas de Processo Seletivo

Evidenciado que o fato se tratava de um golpe, o pagamento não foi efetuado, sendo instaurado inquérito policial para continuidade das investigações e providências que o caso requer.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA