Polícia

Polícia Civil inaugura central de registro de ocorrências em shopping da Capital

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Diretoria Metropolitana, entrega nesta quinta-feira (14.10), às 10h, a unidade da Central de Registros de Ocorrências instalada no Goiabeiras Shopping, na Capital.

A inauguração contará com a presença da diretoria da Polícia Civil e de representantes da Secretaria de Estado de Segurança Pública. 

A nova unidade tem o objetivo de ampliar o atendimento à população nos serviços prestados pela instituição. A unidade é integrada à 1ª Delegacia de Polícia, que administra a central de ocorrências policiais da Capital.

A Central de Ocorrências vai funcionar das 10 às 17h, na Alameda de Serviços do shopping, onde estão instalados outros atendimentos como o do Detran, lotérica, Polícia Federal, entre outros.

Serviço

O quê: Inauguração da Unidade de Registro de Ocorrências da Polícia Civil

Quando: 14 de outubro, às 10h

Onde: Goiabeiras Shopping – Alameda de Serviços

Contato: Assessoria de Comunicação – Camila Molina (99962-6190)

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cliente é espancado com capacete dentro de boate durante briga por conta, morre em hospital e suspeito do crime é preso em MT
Propaganda

Polícia

Polícia pode pedir apoio de cães farejadores para achar jovem desaparecido no Nortão

Publicados

em

Foto: Divulgação

Foram interrompidas as buscas aos corpo de Josivan Maicon. Morador de Carlinda, ele estava em Alta Floresta quando desapareceu no dia 8 e seguindo informações obtidas pela própria família e a Divisão de Homicídios, a Polícia Civil durante todo o dia de sexta-feira tentou encontrar com ajuda de militares do Corpo de Bombeiros, o local onde foi passada a informação que teriam matado e deixado o rapaz. Mas sem êxito.

O delegado Vinícius Nazário, que apura o caso, disse que a Polícia Civil contou com apoio de militares especialistas em buscas de pessoas desparecidas e que a Divisão de Homicídio ainda fez uma verdadeira varredura em uma região de mata na vicinal Céu Azul onde havia informação de que o corpo estaria. “Mas não foi encontrado qualquer vestígio em todos os supostos lugares que foi falado ou ventilado que estaria o corpo”, contou o delegado salientando que poderá ser usado o trabalho de cães farejadores para seguir novas buscas.

Só que o delegado de Alta Floresta, ao informar que novas testemunhas serão ouvidas, comentou trabalhar em outras linhas de investigações, até mesmo com possibilidade do jovem não ter sido morto, considerando até o momento não haver evidência oficial de que ele foi assassinado.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de duplo homicídio ocorrido em 2015 em Rondonópolis

 

 

Fonte: Nativa News
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA