Polícia

Operação Integrada aplica 162 testes de bafômetro e duas pessoas são presas por embriaguez

Publicados

em

 

Duas pessoas foram presas por embriaguez ao volante e 10 flagradas dirigindo sob efeito de álcool durante a 67ª Operação Lei Seca.  A ação ocorreu na tarde desta segunda-feira (15), feriado da Proclamação da República, na avenida Fernando Corrêa da Costa em Cuiabá.

Durante a operação, os agentes abordaram 162 veículos, sendo que cada um dos seus condutores fizeram o teste de alcoolemia e apenas um se recusou a passar pelo teste. Do total, 57 veículos foram removidos por algum tipo de irregularidade conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sendo 47 automóveis e 11 motocicletas.

Ao todo, foram 81 pessoas multadas por delitos de trânsito e 63 veículos autuados por irregularidades. Sendo que 44 pessoas foram flagradas conduzindo veículos sem registro ou não licenciado e 10 pessoas por não estar portando a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no momento da abordagem.

Outras nove pessoas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por não ter autorização de trânsito, não habilitadas. A operação encerrou com o recolhimento de 20 documentos, sendo 12 CNHs e oito Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

Leia Também:  Ladrão que foi baleado em confronto com a PM morre após 2 semanas internado em MT

A operação Lei Seca é organizada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e realizada com a integração do Batalhão de Trânsito da PM, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), policiais penais do Serviço de Operações Especiais (SOE) e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Nota de esclarecimento – Diretoria da Polícia Civil 

Publicados

em


Em relação à entrevista concedida à Televisão Centro América, nesta terça-feira (30.11), pelo delegado titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá, a Polícia Civil reitera que as declarações do profissional não refletem a opinião e posicionamento desta instituição em relação ao Poder Judiciário e seus integrantes.

A Polícia Civil reafirma a relação institucional harmônica com o Judiciário mato-grossense, com quem vem desenvolvendo diversos projetos, a exemplo, do SOS Mulher e Botão do Pânico de atendimento a vítimas de violência doméstica, que se tornaram mais uma ferramenta para o acolhimento e proteção às mulheres de Mato Grosso.

A Diretoria da Polícia Civil destaca a contribuição do Judiciário no fortalecimento da instituição policial, a fim de que os serviços essenciais de investigação criminal possam ser continuamente prestados com a melhor qualidade à sociedade mato-grossense.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem investigado por violência doméstica é preso com armas de fogo e munições em Tangará da Serra
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA