Polícia

Operação Capistrum cumpre medidas contra gestores da prefeitura de Cuiabá

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

O Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), e a Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira (19.10), dentro da Operação Capistrum, medidas cautelares criminais de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do prefeito de Cuiabá e sua esposa, do chefe de gabinete da prefeitura, da secretária-adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos e do ex-coordenador de Gestão de Pessoas. A decisão judicial também determinou o afastamento da função pública em relação ao prefeito e aos servidores e a prisão temporária do chefe de gabinete.

As decisões são oriundas de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá relacionadas a ilícitos apurados na Secretaria Municipal de Saúde.

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, que corre em segredo de justiça.

O Gaeco e a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção da Polícia Civil prestaram apoio no cumprimento dos mandados judiciais.

Além da medida criminal determinada pelo Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

Leia Também:  Autores de roubo de 15kg de carne em mercado de Várzea Grande são presos pela Polícia Civil

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Nota de esclarecimento – Diretoria da Polícia Civil 

Publicados

em


Em relação à entrevista concedida à Televisão Centro América, nesta terça-feira (30.11), pelo delegado titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá, a Polícia Civil reitera que as declarações do profissional não refletem a opinião e posicionamento desta instituição em relação ao Poder Judiciário e seus integrantes.

A Polícia Civil reafirma a relação institucional harmônica com o Judiciário mato-grossense, com quem vem desenvolvendo diversos projetos, a exemplo, do SOS Mulher e Botão do Pânico de atendimento a vítimas de violência doméstica, que se tornaram mais uma ferramenta para o acolhimento e proteção às mulheres de Mato Grosso.

A Diretoria da Polícia Civil destaca a contribuição do Judiciário no fortalecimento da instituição policial, a fim de que os serviços essenciais de investigação criminal possam ser continuamente prestados com a melhor qualidade à sociedade mato-grossense.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dupla revela que criou empresas para desviar VIs da Assembleia de MT
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA