Polícia

Investigado por tentativa de homicídio contra o próprio amigo é preso pela Polícia Civil

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem procurado pela Justiça por tentar matar o amigo em Campo Novo dos Parecis (396 km a noroeste de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município na sexta-feira (05.02), em ação para cumprimento de mandado de prisão.

O suspeito teve a ordem de prisão preventiva decretada por tentativa de homicídio, após investigação, identificação de autoria e representação da Delegacia de Polícia de Campo Novo dos Parecis.

O crime tentado contra a vida ocorreu na noite do dia 19 de novembro de 2020, em um estabelecimento comercial localizado no centro da cidade, onde os amigos (vítima e suspeito) acabaram se desentendendo. Na ocasião, o suspeito desferiu dois golpes de faca no rapaz de 26 anos, que foi atingido na região lombar. A vítima foi socorrida e encaminhada para atendimento médico. Já o autor fugiu do local.

Conforme o delegado Honório Gonçalves Neto, assim que a Polícia Civil foi comunicada, foi instaurado inquérito para apurar o crime, bem como foram ouvidas várias testemunhas, colhidas informações e demais providências que resultaram na representação do pedido de prisão preventiva do autor do crime, ainda em  2020.

Leia Também:  Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de vigilante suspeita de participação em tentativa de roubo a carro-forte em Cuiabá

“Desde então desaparecido, os investigadores tomaram conhecimento que o procurado estava de volta na cidade, e na sexta-feira (05) ele acabou sendo surpreendido e preso”, destacou o delegado.

Em cumprimento ao mandado de prisão preventiva, o suspeito foi conduzido até à delegacia e interrogado, assumindo a autoria criminosa. Após depoimento, o preso foi encaminhado para a Cadeia Pública de Campo Novo dos Parecis, ficando à disposição da Justiça.

O inquérito policial foi relatado e concluído, sendo encaminhado ao Poder Judiciário. 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Mulher é presa em flagrante por receptação; com ela foi encontrado carro roubado em Goiás

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Uma mulher de 33 anos foi presa em flagrante pela Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira (12) em Rondonópolis, pelo crime de receptação.  A equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis identificou um endereço no Residencial Magnólia, onde possivelmente estaria escondido um veículo modelo sedan roubado em dezembro do ano passado, na cidade de Santa Rita do Araguaia (GO).

Na residência monitorada mora M.C.G.P., 33 anos, esposa de um presidiário recluso na Penitenciária de Rondonópolis.

Com as informações coletadas, os investigadores da DERF foram ao endereço e confirmaram que o caro de fato era o veículo roubado, um modelo GM Cruze, conforme número do chassi, porém, a placa afixada no carro era de um veículo com número de chassi divergente.  

Questionada sobre o veículo, a mulher informou aos policiais que teria guardado o carro a pedido de uma familiar. Ela disse ainda que o veículo estava circulando normalmente e alegou que não tinha conhecimento de que era produto de crime.

Leia Também:  Polícia Civil prende traficantes em posse de mais de 120 porções de drogas e R$ 11,1 mil em dinheiro

No interior da casa, os policiais apreenderam um caderno com anotações de valores vultosos recebidos de membros de uma organização criminosa. Indagada sobre as anotações, ela disse incialmente desconhecer o que eram os números e depois alegou se tratar de empréstimos que havia tomado com agiotas.

Ela foi detida e encaminhada à sede da DERF, onde foi autuada em flagrante pelo delegado Santiago Rozendo Sanches.

O delegado informou que a suspeita já tem passagem criminal, com uma condenação por tráfico pela Comarca de Ponta Porã (MS). Ele encaminhou representação ao Poder Judiciário pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

Após os procedimentos policiais, a mulher foi encaminhada para a unidade prisional feminina de Rondonópolis.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA