Polícia

Foragido de Rondônia por homicídio e tráfico é localizado em Cuiabá e tenta escapar usando nome falso

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A equipe da Gerência de Polinter e Capturas da Polícia Civil prendeu nesta semana, em Cuiabá, um criminoso forgido da Justiça de Rondônia pelo crime de homicídio qualificado.

Os policiais foram acionados após a delegada Sílvia Pauluzi receber informações da Delegacia Especializada de Crimes Fazendários de que uma pessoa foragida estaria escondida no bairro Altos do Parque, próximo ao Parque Cuiabá, na Capital.

Os investigadores iniciaram as diligências para apurar informações sobre o foragido e após contato com a Delegacia de Cerejeiras (RO) receberam dados de que o homem procurado era apontado como autor de um homicídio ocorrido em abril de 2019 naquela cidade. Na ocasião, ele efetuou vários disparos contra uma pessoa em uma barraca da feira municipal de Cerejeiras. Depois do decreto de prisão, ele fugiu para Mato Grosso.

Após identificar os possíveis locais frequentados pelo fugitivo, a equipe da Polinter descobriu que ele havia deixado um veículo para manutenção. Depois do monitoramento, quando o foragido foi retirar o veículo na oficina recebeu voz de prisão na quarta-feira (24.11).

Leia Também:  Homem de 56 anos é preso pela Polícia Civil por abuso sexual contra adolescente de 12 anos

Ele ainda tentou escapar da ação policial, apresentando-se com outro nome e mostrou um documento de identificação falso. Ao ser questionado, se contradisse e acabou revelando sua verdadeira identidade.

Conduzido à sede da Polinter, o ex-fugitivo foi autuado em flagrante pelo uso de documento falso. Além do mandado de prisão por homicídio, também constava um mandado com condenação pela Justiça de Rondônia pelos crimes de tráfico de drogas e furto qualificado.

Após a formalização dos mandados de prisão, ele foi encaminhado para realização do exame de corpo de delito e posteriormente apresentado em audiência de custódia no Fórum da Capital.

Em janeiro de ano passado, ele foi preso em Várzea Grande por integrar uma organização criminosa que atuava em estelionatos e golpes cometidos pela internet. Nessa ocasião, foi autuado por receptação, estelionato continuado, falsidade documental e associação criminosa.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia Civil apreende 15 tabletes de cocaína avaliados em aproximadamente R$ 350 mil

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Quinze peças de cloridrato de cocaína, avaliadas em aproximadamente R$ 350 mil, foram apreendidas pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (19.01), em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). A droga estava em posse de uma mulher, de 42 anos, que estava hospedada em um hotel em Várzea Grande.

A apreensão do entorpecente de alto valor de mercado ocorreu após a equipe da DRE receber denúncia realizada via 197, informando que uma mulher hospedada em um hotel na região central de Várzea Grande, estava com uma mala carregada de entorpecentes.

Os policiais foram até o hotel onde identificaram a hóspede, que questionada confessou estar em posse de uma mala carregada com drogas. No quarto da suspeita, foi encontrada a mala com 15 peças de cloridrato de cocaína, com valor estimado de R$ 22 mil cada.

Diante dos fatos, a suspeita foi conduzida à DRE onde após ser interrogada foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. Segundo a delegada titular da DRE, Juliana Chiquito Palhares, a droga teria como destino um estado da região nordeste do país.

Leia Também:  Polícia Civil conclui inquérito e indicia autor por homicídio qualificado em Arenápolis

“Essa droga na região de Cuiabá está avaliada em aproximadamente R$ 350 mil, mas teria como destino final a região nordeste do país, onde o valor se duplica”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA