Home Saúde Não vamos pedir autorização para proteger população, diz governador do Pará sobre...

Não vamos pedir autorização para proteger população, diz governador do Pará sobre Bolsonaro e coronavírus

0

Um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticar em cadeia nacional de TV o fechamento de escolas, comércio e transporte em diversas regiões do país como forma de combater o avanço do novo coronavírus, nada mudou nos planos do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

“Estamos fazendo a nossa parte aqui. Nós não vamos nos apegar ao calendário de quem quer que seja, muito menos pedir autorização a quem quer que seja para cumprir com a nossa obrigação que é defender a população paraense”, afirmou.

No Estado, continuarão fechados, sob determinação do governo estadual, escolas, estradas e transporte fluvial, bares, restaurantes e casas de show.

Na hierarquia de recomendações sobre como superar a crise, as palavras da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do próprio Ministério da Saúde valem mais para Barbalho que a do presidente da República.

No sábado (21/03), Barbalho divulgou um vídeo em que criticava a demora na atuação do Planalto em propor soluções para a chegada da pandemia ao Brasil.

Em entrevista à BBC News Brasil, concedida em meio à avalanche de críticas ao pronunciamento mais recente de Bolsonaro sobre a pandemia, Barbalho diz que a divergência tão extrema de orientações entre presidente e Ministério da Saúde não ajuda no combate ao coronavírus.

Barbalho, que tem 40 anos e já foi ministro da Pesca e Aquicultura e ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos no governo Dilma Rousseff (PT), além de ministro da Integração Nacional no governo Michel Temer (MDB), enfatiza que, no Pará, a autoridade máxima do poder Executivo é ele.

BBC

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta