Nacional

Governo de SP pede que Bolsonaro pare de sabotar medidas de isolamento social

Publicados

em


source
Em meio a alta de casos e óbitos, governo de SP faz apelo a Bolsonaro para que deixe de atrapalhar medidas de isolamento social adotadas em São Paulo assim como em outros estados e países
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Em meio a alta de casos e óbitos, governo de SP faz apelo a Bolsonaro para que deixe de atrapalhar medidas de isolamento social adotadas em São Paulo assim como em outros estados e países

O governo de São Paulo emitiu uma nota de repúdio nesta quarta-feira (27) pedindo que  o presidente Bolsonaro (sem partido) “pare de sabotar publicamente as medidas restritivas utilizadas em São Paulo assim como em outros estados e países para conter a pandemia” de Covid-19.

Na nota, o governo Doria diz que Bolsonaro, ao causar aglomerações e desincentivar o uso de máscaras, desrespeita a as famílias dos que morreram em decorrência do vírus, e que seu mau exemplo leva as pessoas à morte.

“Assim como se opôs à vacina do Butantan contra o coronavírus e depois mudou de ideia, o Governo do Estado de São Paulo espera sinceramente que o presidente Jair Bolsonaro pare de sabotar publicamente as medidas restritivas, utilizadas em São Paulo, assim como em outros estados e países para conter a pandemia”, diz a nota.

Mais cedo, em coletiva realizada no Palácio dos bandeirantes,  Doria afirmou que entende os desafios de comerciantes no momento das restrições, mas reiterou que é preciso primeiro salvar vidas para, depois, salvar a economia.

“Quero lembrar que mortos não consomem, mortos não vão a bares, mortos não vão a restaurantes, mortos não compram pão e mortos não consomem sapatos. Temos que preservar vidas para depois recuperar a economia”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Carro de deputado Márcio Gualberto é alvo de disparos

Publicados

em


source
Carro do parlamentar é blindado e nenhum dos ocupantes se feriu
Divulgação/Alerj

Carro do parlamentar é blindado e nenhum dos ocupantes se feriu


O carro onde estavam o deputado estadual Márcio Gualberto (PSL) , o chefe de gabinete, Jean García, uma assessora e um segurança, foi alvo de disparos, na noite desta terça-feira (2). Os ocupantes do veículo haviam saído da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e seguiam pela Avenida Brasil , na altura de Guadalupe, na Zona Norte, quando, ao pegar uma rua paralela, foram atingidos. 

“Seguimos por ali porque o trânsito estava mais tranquilo. [Foi] Quando um homem entrou na frente do carro, uns 30 metros. Estava empunhando a arma. Demos ré e ele começou a atirar. A gente continuou a dar ré. O segurança abriu um vidro e atirou”, contou o chefe de gabinete ao G1.

Segundo García, a arma do criminoso caiu no chão, enquanto  as vítimas tentavam fugir do local. Ainda de acordo com ele, o homem entrou em um carro e deixou o local. Por volta das 22h, eles estiveram na 30ª (Marechal Hermes) para registrar o caso. Procurada, a Polícia Civil ainda não se manifestou. O carro do parlamentar, que é policial civil, é blindado. Não houve feridos.


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA