Nacional

Em resposta a ataques de Bolsonaro, Fux cancela reunião entre chefes de poderes

Publicados

em


source


Presidente do STF, Luiz Fux
Gil Ferreira/Agência CNJ

Presidente do STF, Luiz Fux


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, anunciou o cancelamento da reunião entre os chefes de poderes – Executivo (presidente Jair Bolsonaro), Legislativo (Arthur Lira e Rodrigo Pacheco, presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, respectivamente), além do próprio Fux (Judiciário). A declaração foi feita durante sessão do STF realizada na tarde desta quinta-feira (05).

De acordo com o ministro, o motivo são os reiterados ataques do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao processo eleitoral brasileiro, bem como, especialmente, aos ministros Luís Barroso e Alexandre de Moraes . “Quando se ataca um integrante desta Corte, se ataca a todos”, disse Fux.


“Alertei o presidente da República, em julho, sobre os limites do exercício do direito da liberdade de expressão, bem como sobre o necessário e inegociável respeito entre os poderes para a harmonia institucional do país”, continuou o presidente do STF. “Diante dessas circunstâncias, o Supremo informa que está cancelada reunião entre os chefes de Poder, entre eles o presidente da República”, finalizou.

Leia Também:  PM que prendeu professor por faixa "Bolsonaro genocida" é afastado do cargo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

ANS autua Prevent Senior por não avisar pacientes sobre uso do “kit Covid”

Publicados

em


source
Prevent Senior
Divulgação

Prevent Senior

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autuou a  Prevent Senior por não informar aos pacientes que eles estavam recebendo medicamentos com ineficácia comprovada para o tratamento da Covid-19 . O órgão diz já ter evidências suficientes que comprovem o  uso de remédios do chamado “kit Covid” por estar ouvindo ativamente as pessoas que foram tratadas pela empresa. 

Os relatos são comparados com os registros enviados pela Prevent sobre os medicamentos que foram utilizados. A empresa tem 10 dias para se manifestar sobre o assunto e fazer sua defesa.

Caso confirmada a infração, a Prevent será punida com uma multa de R$ 25 mil. No entanto, por se tratar de um dano coletivo, o valor pode aumentar de acordo com o número de pessoas atingidas. O auto de infração foi lavrado na tarde dessa segunda-feira (27) e anunciado pela ANS na noite de hoje. 

*Em atualização

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CPI da Covid: entenda o que STF garantiu a Eduardo Pazuello em seu depoimento
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA