Nacional

Covid-19: Governo aguardou por colapso de oxigênio e mortes em ambulância

Publicados

em


source
Covid-19: Governo aguardou por colapso de oxigênio e mortes em ambulância
Reprodução: iG Minas Gerais

Covid-19: Governo aguardou por colapso de oxigênio e mortes em ambulância

Paula Eliazar , uma servidora do Ministério da Saúde que participou da comitiva enviada a Manaus , detalhou em depoimento ao Ministério Público Federal como a gestão Bolsonaro atuou às vesperas do colapso no sistema de saúde no local devido a pandemia do Covid-19 . Segundo a mulher, houve a espera de ” colapso de oxigênio”, ” óbitos em ambulância” e falta de leitos para que a transferência de pacientes para outros estados fosse realizada. As informações são do jornal O Globo .

“Essa decisão só será tomada em situação extremamente crítica”, é o que diz a indicação na ata de uma reunião, realizada entre o Ministério da Saúde e governantes do Amazonas a respeito da transferência de enfermos no dia 12 de janeiro. O encontrou ocorreu dois dias antes do colapso de oxigênio hospitalar e da falta de leitos.

A respeito do posicionamento “extremamente crítico”, Paula disse que essa seria a “última estratégia que a gente tomaria… Era tirar os pacientes de dentro do estado para outros estados. A situação extremamente crítica é (ter) os hospitais todos superlotados onde a gente não tivesse nenhum leito para acolher essas pessoas, pacientes dentro de ambulâncias , indo a óbito e colapso de oxigênio “.

Leia Também:  25% das cidades brasileiras interromperam a vacinação por falta de doses

A servidora detalhou também que havia vazamento na tubulação de oxigênio , e que informou sobre o problema no local. “Reportei a necessidade tanto de melhorar questão de protocolos por parte dos profissionais de saúde, pelo volume de oxigênio que estava sendo usado para cada paciente, que estava, muitas vezes, incorreto . E a questão do vazamento . Pedi que pedissem aos engenheiros para conferir as réguas de oxigênio e o circuito elétrico.”

A investigação do MPF diz respeito sobre a omissão do governo federal e estadual. Eduardo Pazuello , ex-ministro da Saúde; e o coronel Luiz Antônio Franco Duarte, secetário de Atenção Especializada em Saúde, estão sendo processados pelo Ministério Público Federal, junto a outras quatro pessoas, por improbidade administrativa. Caso condenados, podem pagar multas e ter direitos políticos suspensos .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Anta de mais de 200 kg é salva após cair em piscina no MS

Publicados

em


source
Anta de 200 kg foi resgatada sem ferimentos após cair na piscina
Reprodução

Anta de 200 kg foi resgatada sem ferimentos após cair na piscina

A Polícia Militar Ambiental (PMA) teve um problema inusitado essa semana. Uma anta com mais de 200 quilos foi resgatada após cair na piscina de um clube, em Maracaju, a 158 km de Campo Grande. O animal saiu ileso, segundo informações do G1 .

Segundo a ocorrência, o socorro foi acionado rapidamente pelos funcionários do clube. Policiais Militares de Dourados (MS) e uma equipe dos Bombeiros de Maracaju, participaram da ação. 

Segundo a PMA, os policiais e bombeiros, usaram cambões para retirar o animal da água e a piscina, por ser muito profunda, fez com que o anta ficasse extremamente cansada de nadar.

Ainda de acordo com o órgão, as equipes perceberam que o bicho não apresentava ferimentos e nem outro problema de saúde. A anta acabou sendo solta em uma vegetação na área rural distante do local. 

Leia Também:  Caminhoneiros protestam contra aumento de combustíveis na BR-101

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA