Nacional

Cinemateca: MPF alertou sobre risco de incêndio; Frias solicita perícia

Publicados

em


source


Não houve vítimas, mas parte da produção audiovisual brasileira foi comprometida
Reprodução/Bombeiros

Não houve vítimas, mas parte da produção audiovisual brasileira foi comprometida


No último dia 20 de julho, o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) alertou o governo federal sobre o risco de incêndio no galpão da Cinemateca, localizado na Vila Leopoldina, zona oeste da capital paulista. Nove dias depois, na noite desta quinta-feira (29), o imóvel pegou fogo . Não houve feridos, mas grande parte do acervo audiovisual brasileiro foi perdido pelo ocorrido.

De acordo com a capitã dos bombeiros, Karina Paula Moreira, em entrevista à GloboNews, o incêndio começou no primeiro andar, onde fica uma das salas de acervo histórico de filmes. Ainda segundo ela, tal parte é dividida entre três salas, sendo que uma delas possuía filmes datados de 1920 a 1940. Deste material, quase nada deve ser recuperado. No entanto, o acervo que estava localizado no térreo foi preservado em boa parte.

Você viu?

Mário Frias

Secretário Especial de Cultura do Governo Federal, Mario Frias utilizou o Twitter para se pronunciar sobre o incêndio. Segundo ele, uma perícia já foi solicitada – para verificar se houve crime ou não. “Já solicitei a perícia da Polícia Federal, que irá tomar as devidas providências para verificar se o incêndio na Cinemateca foi criminoso ou não. Tenho compromisso com o acervo ali guardado, por isso mesmo quero entender o que aconteceu”, disse.

Leia Também:  Impulsionada por bolsonaristas, prisão de deputado soma 1,5 milhão de tuítes

Por outro lado, famosos criticaram a gestão do presidente Jair Bolsonaro  (sem partido) pelo incêndio, lembrando que os trabalhadores do local, a exemplo do MPF-SP, também alertaram sobre o risco de incêndio.


Outro que fez coro às críticas foi o governador paulista João Doria (PSDB): “O incêndio na Cinemateca de São Paulo é um crime com a cultura do país. Desprezo pela arte e pela memória do Brasil dá nisso: a morte gradual da cultura nacional”, afirmou o tucano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

ANS autua Prevent Senior por não avisar pacientes sobre uso do “kit Covid”

Publicados

em


source
Prevent Senior
Divulgação

Prevent Senior

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autuou a  Prevent Senior por não informar aos pacientes que eles estavam recebendo medicamentos com ineficácia comprovada para o tratamento da Covid-19 . O órgão diz já ter evidências suficientes que comprovem o  uso de remédios do chamado “kit Covid” por estar ouvindo ativamente as pessoas que foram tratadas pela empresa. 

Os relatos são comparados com os registros enviados pela Prevent sobre os medicamentos que foram utilizados. A empresa tem 10 dias para se manifestar sobre o assunto e fazer sua defesa.

Caso confirmada a infração, a Prevent será punida com uma multa de R$ 25 mil. No entanto, por se tratar de um dano coletivo, o valor pode aumentar de acordo com o número de pessoas atingidas. O auto de infração foi lavrado na tarde dessa segunda-feira (27) e anunciado pela ANS na noite de hoje. 

*Em atualização

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CPI da Covid: Relatório final da comissão já ultrapassou mil páginas
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA