Nacional

Caso Kathlen: MP do Rio vai investigar eventual crime militar por parte dos PMs

Publicados

em


source
 Kathlen de Oliveira Romeu estava grávida e foi vítima de bala perdida
Reprodução/redes sociais

Kathlen de Oliveira Romeu estava grávida e foi vítima de bala perdida

O Ministério Público do Rio (MPRJ) instaurou um procedimento investigatório criminal (PIC) para apurar as circunstâncias do homicídio da designer de interiores Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos . A jovem, grávida de quatro meses, morreu na última terça-feira, no Complexo do Lins, quando foi à favela visitar a avó.

A investigação ficará a cargo da 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Rio. No entanto, como policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Lins trocaram tiros com traficantes no momento em que a vítima foi baleada, a promotoria criminal que atua junto à Auditoria Militar também irá apurar o caso.

Você viu?

A promotoria criminal que atua na Justiça Militar vai investigar se houve um “eventual crime militar relacionado ao caso”. Para isso, o promotor já pediu à Corregedoria da Polícia Militar do Rio que instaure um inquérito policial militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais militares na ação que resultou na morte de Kathlen.

Quatro policiais militares da UPP do Lins prestam depoimento nesta quinta-feira, na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), na condição de testemunhas. A PM informou que não havia operação no morro quando a jovem foi morta.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Bolsonaro decreta luto oficial de três dias por morte de Marco Maciel

Publicados

em


source
 Marco Maciel foi governador de Pernambuco, deputado, senador e o 22.º vice-presidente da República entre 1995 a 2003
Reprodução/Roque de Sá – Agência Senado

Marco Maciel foi governador de Pernambuco, deputado, senador e o 22.º vice-presidente da República entre 1995 a 2003

O presidente Jair Bolsonaro decretou luto oficial de três dias, em pesar pela morte do ex-vice-presidente da República Marco Antônio de Oliveira Maciel . A decisão está em decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Aos 80 anos, Marco Maciel convivia com a doença de Alzheimer desde 2014 e, em março deste ano, foi diagnosticado com covid-19. Ele voltou a ser internado esta semana devido a uma infecção bacteriana.

O velório ocorreu no salão Negro do Senado hoje (12), com sepultamento na Ala dos Pioneiros do Cemitério Campo da Esperança, em Brasília.


Além de ter sido senador por três períodos – de 1983 a 1991, de 1991 a 1994 e de 2003 a 2011 – ele foi vice-presidente da República nos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso, de 1995 a 1999 e de 1999 a 2003.

Leia Também:  "Bolsonaro quer criar uma milícia na Amazônia", diz Marina Silva

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA