Mulher

Ativista relata as dificuldades de uma pessoa gorda em voos

Publicados

em

source
Jae'lynn Chaney mostra suas viagens nas redes sociais
Reprodução/Instagram 17.06.2022

Jae’lynn Chaney mostra suas viagens nas redes sociais

A influencer plus size Jae’lynn Chaney tem relatado em sua  conta do Instagram como é difícil para uma pessoa gorda conseguir viajar confortavelmente dentro de um avião. Em seus posts, a jovem de 25 anos diz que tem dificuldades desde sentar em uma poltrona, baixar a mesinha que está a frente ou mesmo usar o banheiro que é muito pequeno. 

“Acho que muitas situações em torno de viagens de tamanhos grandes são as menos adequadas ao meu peso”, explica. “Desde transporte público com cintos de segurança que não cabem em mim, ou assentos que são muito pequenos, até banheiros de avião nos quais eu nem consigo caber – viajar como uma pessoa plus size traz muitos desafios”, detalha.

Além disso, a blogueira de Vancouver, no Canadá, revela que já recebeu mensagens gordofóbicas com referências grosseiras ao seu peso e a possibilidade de desestabilizar a aeronave.

Leia Também:  Kourtney Kardashian e Travis Barker se casam em Las Vegas

“[Uma pessoa disse] que vou causar um acidente de avião por causa do meu tamanho. Muitos dos comentários dizem que eu deveria comprar dois assentos ou que não deveria voar.”

O objetivo de Jae’lynn é conscientizar os passageiros e empresas aéreas sobre a importância de ter espaços maiores dentro de aviões dedicados a essas pessoas com corpos maiores. A ativista, por exemplo, tem um tamanho 6XL e ainda vive com dores crônicas e uma deficiência no pulmão. Nos posts, ela lembra que ganhou “centenas de quilos” depois de ser diagnosticada com síndrome dos ovários policísticos.

“Depois de me formar na faculdade, em 2018, fiquei muito doente e levou mais de um ano para eles descobrissem o que estava acontecendo comigo. Durante esse tempo, eu entrava e saía do hospital e estava medicamente confinada em casa até 2019, quando recebi o diagnóstico de hipertensão pulmonar. Durante aquele ano, ganhei mais de 100 kg”, lembra.

A ativista Jae'lynn Chaney mostra as dificuldades de viajar sendo plus size
Reprodução/Instagram 17.06.2022

A ativista Jae’lynn Chaney mostra as dificuldades de viajar sendo plus size

Leia Também:  Estudo revela que dormir com a pessoa amada melhora o sono

Ela reforça que as pessoas plus size têm direito de viajar confortavelmente e muitas até pagam um valor extra às companhias para ficarem com duas poltronas no avião, mas nem sempre isso é possível, principalmente para aquelas que têm menos pode aquisitivo. 

“Sempre me perguntam como são os banheiros de avião para alguém do meu tamanho, então pensei em mostrar como é do ponto de vista do meu noivo”, escreveu Jae’lynn. 

No Brasil, algumas influenciadoras como Naiana Ribeiro, colunista e editora do Portal iG, Bielo Pereira e Thaís Carla mostram como a sociedade não está preparada para acolher pessoas gordas, inclusive em viagens. Naiana já escreveu em sua coluna que pessoas plus size vivenciam a gordofobia até mesmo em consultas médicas .

“A gordofobia médica é um problema vivenciado pela maior parte das pessoas gordas. Além da falta de aparelhos e objetos acessíveis, há muitos relatos de descaso dos próprios profissionais de saúde, sobretudo médicos, o que acaba gerando consequências graves na vida de uma pessoa gorda, inclusive um ciclo de não-cuidado”, diz.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mulher

7 mitos e verdades sobre cabelos

Publicados

em

source
7 mitos e verdades sobre cabelos
Redação EdiCase

7 mitos e verdades sobre cabelos

Médica esclarece as principais dúvidas sobre cuidados com os fios

Cuidados com os cabelos é um assunto que desperta muita dúvida na maioria das pessoas. Além disso, também é um tema repleto de mitos e verdades. Para esclarecê-los, conversamos com a Dra. Cristiane Braga, médica especialista em dermatologia, medicina estética e tricologia.

> Saiba como proteger a pele nos dias frios

1. Devo lavar os cabelos com mais cuidado no verão?

Verdade! Os cabelos devem ser lavados com alguns cuidados para evitar o ressecamento excessivo: usar água morna (ou fria, quando possível), usar um xampu para cabelos normais e sempre aplicar um condicionador ou máscara nos fios (exceto no couro cabeludo) para melhorar a hidratação.

2. Água muito quente danifica os fios?

Verdade! Danifica, pois desidrata os fios e, dependendo da temperatura da água, pode até desnaturar suas proteínas. Quando a água está acima de 36°C, ela estimula a produção das glândulas sebáceas , o que pode colaborar para a queda de cabelo, deixá-lo opaco e quebradiço.

Leia Também:  Proposta libera veículos de pessoa com deficiência de rodízios

3. Dormir com os cabelos molhados prejudica a raiz?

Verdade! Isso acontece porque o couro cabeludo úmido cria um ambiente propício para o crescimento de fungos e bactérias, aumentando a chance do desenvolvimento de dermatite seborreica.

4. Chá de camomila clareia o cabelo?

Verdade! O extrato seco de camomila, presente no chá, possui substâncias clareadoras que em contato com a radiação UV (sol) são potencializadas.

> Cabelos coloridos: veja 4 tendências que não saem da moda

5. O cloro deixa o cabelo esverdeado?

Mito! Na realidade, o cloro provoca uma oxidação do pigmento, deixando-o menos intenso. Nos cabelos loiros pode ficar levemente esverdeado.

6. O sol pode queimar o cabelo?

Verdade! Assim como na pele , a radiação UV também danifica os fios, desnaturando suas proteínas e tornando-os frágeis, ressecados e opacos.

7. Passar abacate nos fios ajuda a hidratar?

Verdade! O abacate possui óleos vegetais que melhoram muito a hidratação dos fios.

Confira mais dicas para cuidar dos cabelos na  revista ‘Inspire-se Beleza’

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA