DIAMANTINO

GERAL

BibliÓca, primeira biblioteca indígena de MT, é inaugurada

BibliÓca foi inaugurada no dia 19 de dezembro por meio de parceria entre prefeitura de Juína, comunidade Rikbaktsa e Secel.

Publicados

em

Primeira biblioteca de temática do indígena. — Foto: Assessoria

Há pouco mais de uma semana, Mato Grosso conta com sua primeira biblioteca de temática do indígena. Instalada no distrito de Fontanillas, em Juína, a 735 km de Cuiabá, a BibliÓca foi inaugurada no dia 19 de dezembro para preservar e difundir a cultura e o conhecimento da etnia Rikbaktsa.

A Biblioteca foi implantada com recursos do edital da Rede de Pontos de Cultura da Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), numa parceria entre a Prefeitura de Juína e a comunidade indígena. O prédio, que foi construído pelos próprios indígenas com o suporte do curso de arquitetura da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mantém a arquitetura tradicional da comunidade e leva o nome de Nelson Mutzie, liderança Rikbaktsa que coordenava a construção e que morreu recentemente vítima da Covid-19.

Reconhecida como um ambiente de difusão de conhecimento e vivências, a BibliÓca é um ponto de concentração de publicações e pesquisas sobre os índios Rikbaktsa que estão espalhadas nos ambientes acadêmicos e institucionais. O acervo conta também com conteúdo especializado em temas dos povos indígenas do Brasil, como política indigenista e questão ambiental, além de dicionários e livros na língua Rikbaktsa.

Leia Também:  Clubes da Série A reduzem salários de jogadores na pandemia

O espaço, que integra o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso, é composto ainda por galeria de memórias do povo Rikbaktsa, redário literário, laboratório de informática com acesso à internet e por um espaço para comercialização de artesanatos, propiciando geração de renda às comunidades locais.

Com entrada gratuita e aberto ao público em geral, o local é ponto de referência para visita e contato específico com a cultura indígena. O projeto planejado com a participação da comunidade visa dar visibilidade à história do povo Rikbatsa e tem potencial para se tornar um ponto turístico do distrito de Fontanillas, que fica a 45 km de Juína, e é cortado pelo majestoso rio Juruena.

Fonte: G1 MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Candidato chega ao local de prova do Enem mais de 2 horas antes da abertura dos portões em Teresina – Piauí

egundo Francisco Felipe dos Santos, de 28 anos, esta é a terceira vez que ele tenta o Enem.

Publicados

em

Francisco Felipe chegou ao local de prova 2 horas antes — Foto: Naftaly Nascimento/G1

Francisco Felipe Silva Santos, 28 anos, chegou ao local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais de duas horas antes da abertura dos portões, às 9h deste domingo (17). Segundo ele, que quer cursar jornalismo, ele quis garantir que não se atrasaria.

O jovem, que mora na Vila Irmã Dulce, no extremo Sul da capital piauiense, disse que saiu de casa às 8h30 da manhã e foi de ônibus até o local. “Quis chegar cedo para garantir o horário”, disse.

Segundo ele, a preparação para a prova durante a pandemia foi complicada principalmente porque ele não teve como pagar um cursinho e a alternativa foi assistir a vídeo-aulas pela internet. Ele disse que também acompanhou as dicas do Ingresso Universitário.

“Como a empresa em que eu trabalhava faliu na pandemia, eu resolvi me dedicar aos estudos esse ano. Tinha me afastado para trabalhar, me sustentar, mas decidi que queria estudar. Para quem tem uma condição de vida complicada, a oportunidade é estudar e conseguir uma boa profissão”, disse ele.

Leia Também:  Redmi Note 7S entra em combustão e Xiaomi dá resposta inesperada

Segundo o jovem, esta é a terceira vez que ele tenta o Enem.

Fonte: G1

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA