Entretenimento

Mansão de “Casa Gucci” está à venda por 990 mil euros na Itália

Publicados

em


source
Mansão de
Ansa

Mansão de “Casa Gucci” está à venda por 990 mil euros na Itália

Uma residência luxuosa usada como set de gravação no filme “Casa Gucci”, cuja estreia nos cinemas brasileiros ocorrerá no próximo dia 25 de novembro, está à venda por 990 mil euros na Itália.

Cenário da produção protagonizada pela cantora Lady Gaga e Adam Driver, a mansão está disponível no site Idealista.it e fica localizada em Gressoney Saint-Jean, um conhecido resort alpino no Vale de Aosta, no sopé do Monte Rosa.

A residência histórica, apelidada de Villa Loubenó, foi construída no início do século 20 e está rodeada por um grande parque centenário. O local conta com a casa principal com três andares e um total de 1.114 metros quadrados, divididos em 24 cômodos, incluindo quartos, salas, salões e cozinha.

Além disso, a mansão tem 8 casas de banho, 3 subsolos e ainda seis garagens. As cenas do filme dirigido por Ridley Scott foram gravadas na casa em março de 2020.

O longa é inspirado na chocante história de Patrizia Reggiani, ex-mulher de Maurizio Gucci, membro da família fundadora da marca italiana Gucci. A socialite conspirou para matar o marido em 1995, contratando um matador de aluguel e outras três pessoas. Ela foi considerada culpada e condenada a quase 30 anos de prisão.

No site imobiliário também está disponível a La Selva, anunciada como uma das vilas originais da família Gucci na Toscana, em San Miniato, por um valor de 750 mil euros. A casa tem 540 metros quadrados e 1.500 m² de jardim.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Entretenimento

Leoni fala sobre a nova cepa e alfineta Bolsonaro: “Vai pôr a culpa no carnaval”

Publicados

em


source
Jair Bolsonaro e Leoni
Reprodução/Instagram

Jair Bolsonaro e Leoni


Leoni, ex-integrante das bandas de rock Kid Abelha e Heróis da Resistência, não botou muita fé na  declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o Brasil não aguentaria mais um lockdown e que, se a decisão coubesse a ele, não haveria carnaval em 2022. O anúncio foi feito em meio às discussões em vários estados sobre as condições sanitárias para a realização da folia.

“Ano que vem, se houver uma terceira onda de Covid por causa da nova variante, Bolsonaro vai pôr a culpa no carnaval, nos governadores e na esquerda. Mas impor restrições urgentes a viajantes internacionais, para evitar a entrada do vírus, isso é contra”, escreveu o  cantor e compositor, seguido da hashtag #ForaBolsonaro.



Leia Também



A efetivação das medidas, contudo, foi adotada para impedir que a recente mutação da doença, batizada de Ômicron, potencialmente mais transmissível, se espalhe.  A partir de agora, a chegada de quem esteve, nos últimos 14 dias, em países como África do Sul, Botsuana, Suazilândia (Eswatini), Lesoto, Namíbia e Zimbábue está terminantemente proibida.

Leia Também:  Ex-BBB Wagner Santiago revela que faturamento cresceu após vídeo de beijo grego


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA