Economia

Putin pede cooperação de Brics contra sanções ocidentais

Publicados

em

source
Vladmir Putin, presidente da Rússia.
[email protected] (IG)

Vladmir Putin, presidente da Rússia.

Vladimir Putin, presidente da Rússia, pediu nesta quinta-feira (23) aos bloco Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) uma cooperação para enfrentar as recentes “ações egoístas” dos países ocidentais, se refirindo as sanções recentes de diversos países contra a guerra na Ucrânia.

Putin disse  em seu discurso que “apenas com base em uma cooperação honesta e vantajosa para todos poderemos encontrar uma saída para esta situação de crise que afeta a economia mundial devido às ações egoístas e imprudentes de alguns países”.

A fala aconteceu no início da reunião de cúpula virtual do grupo, mencionando as sanções que o país vem sofrido nos últimos meses e que podem efetivamente afetar a economia mundial. O líder russo também mencionou que os países ocidentais estão tentando “usar mecanismos financeiros para responsabilizar todos por seus próprios erros”.

“Para que os países dos Brics assumam um papel de liderança, hoje é mais necessário do que nunca elaborar uma política unificadora e positiva, a fim de criar um sistema [mundial] verdadeiramente multipolar” disse Putin. Segundo o próprio, os países que fazem parte do Brics podem contar com o apoio de “vários países da Ásia, África e América Latina que buscam promover uma política independente”.

Foi dito pelo predidente russo que já estão sendo negociada a entrada de empresas indianas no país e um aumento no número de produção de carros chineses. Já Bolsonaro, que também participou da conferência, não chegou a comentar o conflito entre os ucrânianos e os russosm. O presidente do Brasil mencionou a entrada do país no NBD (Novo Banco de Desenvolvimento), o banco do Brics. 

Entre no canal do  Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia Siga também o  perfil geral do Portal iG

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Tesouro Direto: investimentos superaram resgates em R$ 1,76 bi em maio

Publicados

em

Em maio deste ano, as vendas de títulos públicos federais por meio do Tesouro Direto, do Tesouro Nacional, atingiram a cifra de R$ 3,9 bilhões. No mesmo mês, foram resgatados R$ 2,14 bilhão. Dessa forma, a emissão líquida, ou seja, o saldo entre papéis emitidos menos os títulos resgatados, foi de R$ 1,76 bilhão.

Aplicações de até R$ 1 mil representaram 59,99% de todas as operações de investimento mensais, mas o valor médio por operação foi de R$ 6.510,26.

O grupo mais demandado pelos investidores foi o indexado à Selic (Tesouro Selic), cuja participação nas vendas atingiu 56,5%. Os títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) corresponderam a 32,7% do total e os prefixados, a 10,9%.

Entre os títulos resgatados, o equivalente a pouco mais de R$ 2,05 bilhões foi readquirido pelo Tesouro Nacional, pelos preços de mercado na data da transação, e o correspondente a cerca de R$ 92,4 milhões foram relativos à data de vencimento – pelos quais o investidor recebe o valor integral da rentabilidade definida no momento da compra.

Leia Também:  STF derruba leis que obrigavam descontos novos a clientes antigos

Quanto ao prazo, a maior parcela de vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre 1 e 5 anos, que alcançaram 79,99% do total. As aplicações em títulos com vencimento acima de dez anos representaram 17,94%, enquanto os títulos com vencimento de cinco a dez anos corresponderam a 2,06% do total.

De acordo com o balanço que o Tesouro Nacional divulgou hoje (27), em maio foram realizadas 600,12 mil operações de investimento em títulos do Tesouro Direto. Além disso, o total de investidores com algum saldo em aplicações no programa de vendas de títulos públicos federais atingiu a marca de 1,974 milhão de pessoas, enquanto o total de cadastros cresceu com a entrada de mais 561,06 mil pessoas, atingindo o total de 18,953 milhões de nvestidores – número 72,39% superior ao de maio de 2021.

O balanço completo está disponível na página do Tesouro Direto.

Edição: Graça Adjuto

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA