Cidades

Sábado (12): Mato Grosso registra 427.572 casos e 11.390 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (12.06), 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.390 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.001 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.788 estão em isolamento domiciliar e 400.171 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,19% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.250), Rondonópolis (31.210), Várzea Grande (29.177), Sinop (20.758), Sorriso (14.750), Tangará da Serra (14.607), Lucas do Rio Verde (13.090), Primavera do Leste (10.954), Cáceres (9.221) e Alta Floresta (8.131).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Seduc prorroga prazo para distribuição dos kits alimentação escolar

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (11.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.210.969 casos da Covid-19 no Brasil e 482.019 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (12.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Atendimento ao público na sede do Detran-MT será suspenso final da tarde de terça (03)

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Ipem-MT lança projeto de aferição de medidores de umidade de grãos em Primavera do Leste

Publicados

em


Técnicos do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) irão montar um laboratório para efetuar a aferição de medidores de umidade de grãos no Sindicato Rural de Primavera do Leste. A ação descentralizada ocorrerá de 10 a 13 de agosto.

O projeto piloto será realizado em parceria entre o Ipem-MT/Inmetro, Associação dos Produtores de soja e milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Sindicato Rural de Primavera do Leste.

De acordo com o presidente do Ipem-MT, Bento Bezerra, a iniciativa tem como finalidade facilitar a conferência dos equipamentos dos produtores de milho, soja, café e arroz que estão no interior do Estado, em atendimento aos requisitos do Regulamento Técnico Metrológico (RTM) aprovado pela Portaria Inmetro nº 402 de 2013.

“Essa ação diferenciada foi montada para realizar a conferência das máquinas e também orientar os produtores sobre quais os procedimentos adotados e esclarecer as normas estabelecidas pelo Inmetro. Queremos ajudar o produtor, não puni-lo”, ressalta Bezerra.

O laboratório volante contará com estufa, incubadora, classificador de sementes, grades de pré-limpeza, balança de precisão e dois medidores de umidade. A unidade terá capacidade de realizar até 10 medições com ensaios de verificação, a cada duas horas.

Leia Também:  Parceria pioneira entre Governo e associação garante investimentos de R$ 453 milhões em rodovias de MT

A recomendação é que o produtor leve o equipamento para a aferição portando CNPJ ou CPF. O equipamento deve estar registrado no Inmetro com o nome do produtor. Será cobrada taxa de R$ 407,04 estabelecida na tabela do Inmetro.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o objetivo é alavancar as atividades agrícolas. “Criamos a primeira aferição de medidores de umidade em campo para auxiliar o produtor. Ter um equipamento dentro dos padrões estabelecidos é levar resultado justo e confiável para quem compra e vende grãos. Por isso, aconselhamos que cada produtor tenha equipamento próprio e dentro da lei”, assinala.

O projeto deve ser estendido a outros municípios ao longo desse semestre. A aferição dos medidores de umidade é feita uma vez ao ano.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA