Cidades

Governador estreita relações com Coreia do Sul e recebe convite para expor potencialidades de MT

Publicados

em


O governador Mauro Mendes se reuniu com o cônsul-geral da Coreia do Sul, Insang Hwang, para estreitar as relações comerciais e o intercâmbio cultural entre Mato Grosso e o país asiático. 

A reunião ocorreu na tarde desta quinta-feira (25.11), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Também estiveram presentes: o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; o cônsul de Assuntos Econômicos da Coreia do Sul, Byeongwook Woo; e representantes de empresas coreanas. 

“Temos todo o interesse de estreitar as relações com a Coreia do Sul. Somos um potência na produção e nos próximos anos nossa produção vai superar a da Argentina. Seremos o quarto produtor mundial, se fôssemos um país. E a tecnologia da Coreia do Sul é algo que nos desperta interesse”, relatou o governador. 

Mauro Mendes também sugeriu que Mato Grosso inicie tratativas com a Coreia do Sul na área educacional, pois o país é um destaque mundial nesse campo. 

O cônsul coreano ressaltou a força de Mato Grosso na produção de grãos e afirmou que vai levar ao seu país uma proposta de criar um termo de cooperação entre a Coreia do Sul e Mato Grosso, não só para fortalecer as relações econômicas, mas o intercâmbio de conhecimento e tecnologia. 

Leia Também:  Engenheiro preso a nuvem em tempestade em MT diz que Natal será especial: 'Curtindo a família porque sei que foi um milagre'

“Em maio de 2022, vamos fazer uma grande exposição de produtos. De antemão já convidamos Mato Grosso para montar um painel, um stand nessa exposição, e assim mostrar todas essas potencialidades”, disse o cônsul-geral.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Governo de MT já pactuou 89% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicados

em


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (30.11), 6.318.957 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já distribuiu 5.630.840 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 89% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses ou doses únicas (5.598.859), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (36.583) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante destacar que o ranking de aplicação não considera as doses destinadas aos povos indígenas para evitar qualquer disparidade nos dados. Alguns municípios contabilizavam doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassavam o limite de 100% da aplicação.
 
Das 5.630.840 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 4.559.701 (81%), sendo 2.484.802 como primeira dose ou dose única e 1.835.662 como segunda dose. O percentual da semana retrasada era de 81,6%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Nova Brasilândia (99,2%), Campos de Júlio (97%), Diamantino (97%), São José do Povo (96,8%), Primavera do Leste (96,7%), Lucas do Rio Verde (96,4%), Glória D’Oeste (96,3%), Ipiranga do Norte (96,2%), Nortelândia (96,1%) e Guiratinga (96%).

Leia Também:  Secretária de Assistência Social participa do Seminário Políticas Públicas para e com as Mulheres

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 632 ou no Painel de Distribuição de vacinas Covid-19.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Conforme Resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB) nº 126 de 2021, doses das vacinas contra a Covid-19 passarão a ser distribuídas mediante solicitação das gestões municipais. A medida se deve ao risco de perda de doses, devido ao prazo de validade, e à baixa procura por imunização em alguns municípios. Desta forma, será encaminhado um quantitativo compatível à necessidade local.

Essa logística já ocorre com todos os outros imunizantes da Campanha Nacional de Imunização e, agora, também passa a valer para as vacinas contra a Covid-19. As solicitações deverão ser feitas por meio do Sistema de Insumos Estratégicos em Saúde (Sies), conforme fluxo já estabelecido com as demais vacinas.

Leia Também:  Inscrições para remoção a pedido podem ser feitas de 1º a 9 de julho

A Resolução ainda prevê que os municípios deverão solicitar o quantitativo de doses uma vez por semana, às sextas-feiras. A entrega das doses será realizada na semana seguinte.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA