Carros e Motos

Lexus oferece mais equipamentos na linha 2022 do ES 300h

Publicados

em

source
Lexus ES300h 2022 já está disponível nos concessionários Lexus no Brasil
Divulgação

Lexus ES300h 2022 já está disponível nos concessionários Lexus no Brasil

A linha 2022 do ES 300h, sedã híbrido de luxo da Lexus, chega com mais equipamentos para. O modelo já está disponível em todas as concessionárias Lexus do Brasil e traz uma nova grade frontal com acabamento cromado, um novo sistema de infotenimento com uma tela de LCD sensível ao toque ded 12.3 polegadas.

Há 10 anos, o ES era lançado no Brasil, pela primeira vez. Enquanto isso, faz quatro anos que ele é oferecido com a motorização híbrida no nosso mercado. É equipado com um motor quatro cilindros de 2.5 litros, que somado a um motor elétrico compacto, oferece 211 cv.

O ES 300h 2022 está disponível a partir de R$ 349.990,00, nas cores: Branco Sônico, Cinza Cromo, Cinza Titanium, Prata Iridium, Preto Grafite, Vermelho Coral e Azul Royal. No interior, o sedã da Lexus se destaca pelo couro ecológico, presente em toda a cabine, nas portas, no painel e no console central.

Leia Também:  Toyota Yaris Sedan 2023 está mais equipado, mas será que ainda brilha?

A tela de 7 polegadas no centro do painel é personalizável, contém informações  de condução, TV digital, Wi-Fi, conectividade com smartphones, GPS, áudio, assistente de direção, entre outras opções.

Acima do painel, é disponibilizado um Head-Up Display, que contem informações de bordo, bem como assistências de direção diretamente no para-brisa, para que o condutor não tire os olhos da rodovia.

No quesito segurança o ES 300h oferece 10 airbags, sendo quatro laterais, dois frontais, dois de cortina e dois de joelho para os ocupantes da frente, controle de tração e estabilidade.

Além disso, o modelo também conta com sensores de estacionamento com frenagem de estacionamento, monitor de visão panorâmica para manobras, monitor de ponto cego, e sistema de alerta para caso de esquecimento de pessoa ou objeto dentro do veículo.

Além disso, o ES 300h possui sistema de saída de faixa, que emite um sinal e vibra o volante caso o veículo saia da faixa sem acionar as setas, controle de cruzeiro adaptativo, sistema de colisão frontal, que pode parar o carro automaticamente, e farol alto automático.

Leia Também:  Volkswagen mostra protótipo da nova Kombi elétrica em versão picape
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Carregamos 40 toneladas de granito na caçamba de caminhão Arocs

Publicados

em

Mercedes-Benz Arocs 8x4: Dentro da linha da marca, o modelo é um dos mais aptos para o trabalho em jazidas
Guilherme Menezes /iG Carros

Mercedes-Benz Arocs 8×4: Dentro da linha da marca, o modelo é um dos mais aptos para o trabalho em jazidas

A engenharia dos caminhões é algo realmente fascinante. Seja porque pode passar dos 240 km/h em Interlagos, quando especificado para a Copa Truck (sem grandes modificações do seu conjunto mecânico) , ou por conseguir transportar peso equivalente a 40 carros compactos. Pudemos presenciar ambas as situações, mas, no caso, vamos falar mais detalhes sobre esse último fato.

Fomos até o Espírito Santo para mais uma aventura . Da capital Vitória, andamos mais de duas horas de van até a cidade de Colatina. Dali, percorremos uma distância equivalente até a pequena e longínqua cidade de Governador Lindenberg, que tem uma população estimada de 13 mil habitantes, segundo censo realizado em 2021.

Lá está situada uma das maiores jazidas de granito branco do mundo, da empresa Cattegran, que é a maior fonte de receita da cidade. O material costuma ser bastante utilizado como piso de shoppings, fachadas de prédios, superfícies para banheiros, entre outras aplicações. O preço sugerido do Mercedes-Benz Arocs gira em torno de R$ 1,1 milhão.

Leia Também:  Corvette C8 3LT do integrante da banda Kiss será leiloado

Segundo o CEO Renan Catelan Filho, os caminhões da Mercedes-Benz são utilizados na jazida há mais de 60 anos. O que levou a empresa à sua última aquisição: um lote de cinco unidades do Arocs 8×4 . Além deles, estão presentes algumas unidades do modelo Axor, que é menor, mas ainda muito valente, e que tem maior capacidade de manobras — podendo ser mais utilizado em locais mais estreitos.

Lançado no final do ano passado, o Arocs é um caminhão da categoria extrapesado. Tem capacidade técnica para até 58 toneladas de PBT (peso bruto total) e 150 toneladas de CMT (capacidade máxima de tração). Trata-se de um veículo preparado para receber básculas de 20 a 24 metros cúbicos de capacidade volumétrica de carga.

Conforme apuramos com o Vice-Presidente da divisão de caminhões da marca no Brasil, Roberto Leoncini, cada unidade dos veículos é configurada para exercer atividades especificadas pelo cliente. No caso, as unidades estão preparadas para o trabalho em jazidas.

O motor Mercedes-Benz OM 460 LA , de 13 litros, gera uma potência de 510 cv a 1.800 rpm, 250 kgfm a 1.100 rpm. Quando estávamos lotados de pedras na caçamba, nos testes que realizamos (pelo banco do passageiro), seus oito pneus do tipo OTR (para fora-de-estrada) com rodas de 24 polegadas (e tração em quatro delas), puderam levar quase 40 toneladas de pedras a uma inclinação de 35º. Isso na terceira marcha e a 1500 rpm. O Arocs deu conta do recado, sem problemas.

Leia Também:  Toyota Yaris Sedan 2023 está mais equipado, mas será que ainda brilha?

Interessante, também, é a utilização de instrumentos modernos — alguns deles presentes até nos automóveis (leves) da marca. Entre eles, vem com volante multifuncional , piloto automático, chave com controle remoto, display do painel com tela de 10,4 centímetros, ar condicionado de série (digital opcional), alavanca de marcha na coluna de direção e banco do motorista pneumático com cinto de segurança integrado. Sem falar que a cabine atua como célula de sobrevivência, em caso de acidentes.

Como se não bastasse, traz rádio MP3 com Bluetooth e conector USB, tomada de ar comprimido para limpeza interna, tapetes de borracha, redes para objetos na traseira, preparação para câmera de ré e para rádio PX, teclas adicionais para implementos e dois porta-objetos internos com tampa atrás dos bancos com capacidade total de 430 litros (2 x 215 litros).

A aventura durou o dia todo. E para quem gosta de veículos grandes e do extremo da engenharia , conhecer de perto o que essas máquinas são capazes de fazer é realmente diferente de tudo o que estamos acostumados por aí. Experiências como essa são tão impressionantes e desafiam tanto as leis da física quanto os supercarros mais radicais. Caminhões não deixam de ser super-máquinas também, afinal de contas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

polícia

política

Cidades

ESPORTES

Saúde

É Direito

MAIS LIDAS DA SEMANA