Home Esportes Aos 53 anos, Mike Tyson pode retornar ao ranking do Conselho Mundial...

Aos 53 anos, Mike Tyson pode retornar ao ranking do Conselho Mundial de Boxe

0

Presidente da WBC afirmou que pugilista terá uma posição no ranking da organização caso seu retorno seja profissional. Dirigente se mostrou empolgado e crê em título

Se o retorno de Mike Tyson ao boxe for em nível competitivo, ele terá uma posição no ranking do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Quem confirmou a informação foi Mauricio Sulaiman, presidente da organização. Ele foi questionado sobre os rumores da volta de Tyson aos ringues durante uma entrevista e disse que não vai “destruir o sonho”.

A internet ficou animada com um possível terceiro encontro entre Tyson e Evander Holyfield. A dupla, que já passou dos 50 anos, exibiu nas redes sociais vídeos de treinos pesados. Holyfield até admitiu que, apesar de não ter fechado um acordo sólido, está em conversa com Mike sobre o possível 3ª luta entre os dois. Mas para Sulaiman, a posição no ranking vai depender do propósito da luta.

– Eu não gosto de especular. É um assunto pelo qual todos estão interessados. Uma exibição é uma coisa. Se ele voltar, ele precisa ser licenciado e passar por um processo. Não vou destruir o sonho. Vou apoiar Mike Tyson, ele merece. Se o sonho for fala que ele vai ser ranqueado, vou dizer que sim, nós vamos ranqueá-lo – declarou o presidente da WBC, que acredita que o retorno seja beneficente, dado o momento difícil que passa o mundo.

Mauricio Sulaiman ainda mostrou plena confiança nas habilidades de Tyson, que continua exibindo boa forma aos 53 anos e agilidade nos golpes, conforme exibiu aos fãs em seu perfil em rede social.

– Mike Tyson foi o mais novo a conquistar um campeonato mundial. Talvez ele vai ser o mais velho. Ele é uma figura tremenda, lendário. Ele poderia acabar com qualquer um com um soco, a qualquer hora- opinou Sulaiman, que se disse feliz por ver Tyson perdendo peso, ativo e saudável.

A polêmica vida de Mike Tyson dentro e fora do ringue é apontada como uma preocupação para seu retorno. Mas Sulaiman disse que só uma coisa é importante para que o boxeador volte a lutar.

– Por que não deixá-los fazer algo para a caridade? A única coisa com a qual devemos ter cuidado é a sua segurança. Caso contrário, por que impediríamos ? Damos todo o apoio a ele – afirmou o dirigente do Conselho Mundial de Boxe.

Enquanto o retorno de Mike Tyson não é oficialmente confirmado, outro provável adversário já deu a informação como certa. De acordo com Shannon Briggs, bicampeão mundial dos pesos pesados de 48 anos, ele e Tyson vão se enfrentar em uma luta beneficente. Briggs até perguntou aos seus seguidores qual dos dois venceria em uma luta exibição de 5 rounds entre os dois.

Globo Esporte

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta