Home Geral VG promove Campanha Nacional de Combate aos Diabetes

VG promove Campanha Nacional de Combate aos Diabetes

0

No dia 14 de novembro uma grande ação acontece no Paço Municipal

A prefeitura de Várzea Grande por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aderiu a Campanha Nacional de Combate aos Diabetes, promovida pela Organização Mundial de Saúde.

Em Várzea Grande o Dia D, será realizado no dia 14 de novembro em todas as Unidades Básicas de Saúde e em parceria com o Centro Universitário de Várzea Grande (Univag). A ação tem como principal objetivo levar à população mais conhecimento e consciência sobre a doença, maior adesão ao tratamento e a diminuição de suas complicações.

Esta é a 21ª Campanha Nacional Gratuita em Diabetes, Prevenção das Complicações, Detecção, Orientação e Educação.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a previsão é de que 640 milhões de pessoas tenham contraído a doença até o ano de 2040, o que exige a necessidade urgente de melhorar a conscientização sobre a doença. A Campanha é coordenada pela Organização Mundial de Saúde -OMS-, Organização das Nações Unidas -ONU- e envolve todos os países em uma ação global da Internacional Diabetes Federation –IDF.

Além das unidades básicas de Saúde o atendimento será realizado também no Paço Municipal no dia 14 de novembro. Neste dia haverá várias tendas onde serão montados os serviços como: detecção precoce dos diabetes, detecção de complicações, aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar(em jejum), avaliação de boca, orientações educativas sobre a doença e encaminhamentos.

Serão disponibilizados também teste de glicemia capilar em pessoas do grupo de risco para os diabetes; parentes de diabéticos; obesos; mães que tiveram filhos com 4 quilos ou mais; hipertensos; mulheres que tiveram diabetes gestacional; idosos (maiores de 65 anos); população em geral com mais de 35 anos.

“Além de intensificar a prevenção da doença, despertando para os cuidados com a alimentação e para a necessidade da adesão à atividade física, esta ação tem como foco reforçar o trabalho de rotina das unidades de saúde no acompanhamento e promoção da saúde desses pacientes, com o objetivo de reduzir as internações e outras complicações causadas pelos diabetes”, afirma o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes. Explicando ainda o secretário que as ações vão também promover imediatamente o início da educação em diabetes e propiciar meios para que o diagnosticado passe a ter educação continuada multidisciplinar.

Diógenes afiança ainda que todas as unidades de saúde do município, principalmente as do Programa Saúde da Família – PSF- desenvolvem ações continuados, no diagnóstico e tratamento dos pacientes em cada área de abrangência onde estão instaladas as unidades.

“Os pacientes hipertensos e diabéticos de Várzea Grande estão recebendo acompanhamento especial nas Unidades Básicas de Saúde e nas Unidades de Estratégia Saúde da Família, onde todos os pacientes são cadastrados e acompanhados, por meio do cuidado especial. Fazer o controle das doenças e garantir uma melhor qualidade de vida a eles é nossa meta. A educação em saúde é imprescindível também neste processo, pois não é possível o controle adequado da glicemia e da pressão arterial se o paciente não for instruído sobre os princípios em que se fundamentam seu tratamento. A participação ativa do indivíduo é a única solução eficaz no controle das doenças e na prevenção de suas complicações”, afiançou Diógenes Marcondes,

O Dia Mundial do Diabetes foi instituído pela IDF (International Diabetes Federation) em 1991 como um meio de aumentar a conscientização global sobre o diabetes, e hoje é realizada em 181 países, uma oportunidade de chamar a atenção do público e autoridades de saúde para os problemas desta grave enfermidade que está em crescimento em todo o mundo.

A cada dez segundos uma pessoa morre no mundo em consequência das complicações do Diabetes – são 4 milhões de mortes por ano. Pelo menos uma em cada dez mortes entre adultos de 35 a 64 anos ocorre em decorrência disso. No Brasil, pesquisa realizada em 2006 mostrou que os portadores de Diabetes da Rede SUS, descompensados, quando submetidos ao tratamento adequado com endocrinologista e equipe multiprofissional: enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e tendo acesso a gratuidade a medicação e monitorização (glicosímetros, etc), tiveram a sua doença muito melhor controlada após 6 meses do tratamento. O melhor controle resulta em menor complicação.

 

 

 

 

Fonte: MidiaNews

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta