Home Cidades Unemat comemora 40 anos com festa e muitas oportunidades culturais

Unemat comemora 40 anos com festa e muitas oportunidades culturais

0

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) celebrou seus 40 anos de existência em uma cerimônia realizada nesta quinta-feira (8), no Auditório Sophia Leite, na Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Meio Ambiente e Turismo de Cáceres (Sicmatur).

Comemorando os 40 anos de sua ideia fundadora, a Unemat realizou uma sessão solene conjunta do Conselho Curador (Concur), Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe) e Conselho Universitário (Consuni), formados por alunos, professores e profissionais técnicos de todos os 13 câmpus da Instituição.

Ao comemorar 40 anos, a Unemat desponta como a única universidade pública estadual descentralizada e multicâmpus do estado. Durante sua trajetória, formou e forma profissionais de diferentes áreas do conhecimento, que se encontram desenvolvendo atividades dentro e fora do Estado, contribuindo para o desenvolvimento social, econômico e educacional de Mato Grosso e do País.

A história de sucessos da Unemat, que faz parte de muitas outras, vem transformando as realidades das cidades mato-grossenses com a oferta de cursos, nos câmpus, núcleos e polos, que formam e transformam a história de pessoas e contribuem para alterar a realidade de Mato Grosso.

A reitora da Unemat, Ana Maria Di Renzo, explica que este é um dia para celebrar a coragem e a força de vontade de trabalhar em prol das pessoas que não tem acesso ao ensino superior. “Esta é uma experiência inesquecível, um dia para celebrarmos a coragem, a resistência e a vontade política de se fazer ensino superior no interior do Brasil, apesar de todas as dificuldades”, defende Ana.

O vice-reitor Ariel Lopes Torres explica que fazer 40 anos é um marco histórico, e relembrarmos da história de como a Unemat começou, homenageando quem começou e parabenizando quem está construindo esta história é fundamental. “Precisamos cada vez mais deixar marcado e mostrar para aqueles que ainda não passaram pela Unemat a importância que ela tem para nosso Estado”, disse Ariel. “A Unemat é uma difusora de conhecimento e trata-se também de uma instituição transformadora de vidas, patrimônio do povo do Estado de Mato Grosso, que merece e deve ter a Unemat”, afirma o vice-reitor.

Professora da Unemat há quase 24 anos, Maria do Socorro Araújo hoje também é diretora da Editora Unemat, e alega que qualquer frase de efeito fica muito pequena em relação aos depoimentos de ex-alunos da Unemat. “A história de vida que eles possuem justifica todo e qualquer argumento que a gente possa ter na importância desta Universidade, da importância institucional que ela tem para a vida das pessoas, seja aluno, seja técnico ou seja professor, destas pessoas que passaram por aqui em toda a existência dos 40 anos da Unemat”, defende Socorro. “A Unemat está presente em todo o Estado de Mato Grosso, transformando vidas pela educação, e é nisso que temos que acreditar: num País com tantas dificuldades, adversidades e inseguranças, a educação é capaz de reanimar, de dar forças e de produzir um País com muita qualidade de vida”, explica a professora.

O pró-reitor de Extensão e Cultura e presidente da Comissão Organizadora da Celebração dos 40 Anos, Anderson Marques do Amaral, defende que é de grande importância celebrar estes 40 anos com a sociedade e com toda a comunidade acadêmica. “A Unemat possui uma grande contribuição na história não só de Cáceres, mas de todos os municípios onde ela está presente e, principalmente, na história da vida das pessoas, porque através da Unemat muitas pessoas transformaram a sua própria história e a de suas famílias”, explicou Anderson.

Além da reitora Ana Maria di Renzo e do vice-reitor Ariel Lopes Torres, a mesa de autoridades foi composta pela deputada estadual Janaína Riva; pelo prefeito de Cáceres, Francismaris Cruz; e pelo ex-deputado e articulador político à época da consolidação da Unemat, José Esteves de Lacerda.

Cortejo dos câmpus

A cerimônia teve início com um cortejo formado por professores, profissionais técnicos e alunos os 13 câmpus da Unemat, conduzindo as bandeiras de suas respectivas cidades:

Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Diamantino, Juara, Luciara, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra.

Também foram realizadas homenagens aos motoristas da Instituição, que possibilitam a integração das unidades e são imprescindíveis na construção da história da Universidade, e aos servidores terceirizados, que zelam pelo patrimônio institucional, se fazendo indispensáveis para a continuidade do legado da Unemat.

“A Unemat não é os prédios, a Unemat não é os cursos, a Unemat é as pessoas que a fizeram, a fazem a continuarão fazendo”, explicou o ex-reitor Dionei Silva. “Então nestes 40 anos estão de parabéns todas as pessoas que acreditaram, que acreditam e que continuarão acreditando que a educação transforma e que a Unemat é uma instituição transformadora”, disse Dionei.

Cortejo das bandeiras

Alunos da Escola Estadual Esperidião Marques, onde funcionava o Instituto de Ensino Superior de Cáceres (Iesc) que deu origem à Unemat, conduziram a antiga bandeira da Universidade, instituída em 2003. Eles foram seguidos pelos alunos da Unemat, que conduziram a atual bandeira da Instituição, instituída em 2017. Na sequência, as bandeiras do Brasil e de Mato Grosso foram conduzidas por membros da Associação Paramaçônica Juvenil (APJ) da Maçonaria Cacerense.

A Orquesta da Unemat executou o Hino de Mato Grosso e o Hino Nacional Brasileiro, sob regência do maestro Elizene Nunes Mota. Também marcou o evento a execução, ao final da solenidade, do Hino Oficial da Unemat, também executado pela Orquestra da Universidade.

Canção e arte

As celebrações começaram com uma performance da música ‘Cativar’ pela reitora Ana Di Renzo e pelo vice-reitor Ariel, acompanhados pelas servidoras Cristhiane Santana de Souza e Valci Aparecida Barbosa, pelo aluno Julio Cesar Rodrigues da Silva e por Jaýne Santos Borges, enfermeira graduada pela Unemat e aluna do mestrado em Ciências Ambientais.

Em seguida, ao lado do pró-reitor de Extensão e Cultura, Anderson Marques do Amaral, a reitora e o vice-reitor descerraram quadro pintado pelo artista plástico Sebastião Mendes em razão dos 40 anos da Unemat.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação e reitor eleito da Unemat, Rodrigo Bruno Zanin, afirma que celebrar os 40 anos é importante por reconhecer que esta Universidade faz a diferença neste estado. “Esta Universidade muda a vida das pessoas deste Estado há mais de 40 anos, então a perspectiva é que nesta comemoração mostremos para a sociedade a nossa força e o quanto nós podemos ajudar mais ainda este Estado nos próximos 40 anos”, explica Zanin.

A diretora de Gestão de Educação à Distância e vice-reitora eleita, Nilce Maria da Silva, explica que a parte mais bonita da Unemat é que, mesmo sendo do interior e até por ser do interior, ela é uma das Universidades mais inclusivas. “Inclusivas para as pessoas que não tem condições de sair de casa para estudar, inclusiva para as Modalidades Diferenciadas, para os índios, para os negros, para os surdos, para os professores que não tinham ainda curso superior lá no Médio Araguaia na década de 1990, assim como na educação à distância, que começamos ainda em 1989, para oferecer educação em todos os lugares de Mato Grosso”, detalha Nilce. “É uma Universidade inclusiva, e que ela permaneça assim por mais 40 anos”, almeja a diretora.

Lançamento da loja virtual da Editora Unemat

O vice-reitor Ariel Lopes Torres também realizou o lançamento da loja virtual da Editora Unemat, onde estão disponíveis para aquisição produtos como caneca, bloco de anotações, pen card de 8 gigabytes e broche metalizado da Unemat, além dos livros produzidos pelos pesquisadores da Unemat.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta