Home Cidades Taxa de desemprego apresenta pequena queda em Mato Grosso

Taxa de desemprego apresenta pequena queda em Mato Grosso

0

Segundo levantamento do IBGE, setor do agronegócio foi o que mais dispensou trabalhadores no estado durante o segundo trimestre do ano.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (15) os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do segundo trimestre do ano. De acordo com o estudo, Mato Grosso esteve entre os estados que mantiveram sua taxa de desemprego relativamente estável.

 

No primeiro trimestre do ano (de janeiro a março), o levantamento do IBGE apontava que cerca de 9,1% da população em idade ativa estava fora do mercado de trabalho. A taxa apresentou uma pequena queda de menos de um ponto percentual, chegando a 8,3% nos meses entre abril e junho. No mesmo período do ano passado a taxa era de 8,5%.

 

Ainda de acordo com a Pnad Contínua, o setor mais gerou empregos durante o período no estado  foi o de ‘comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas’, com um aumento de 24%. O setor que mais dispensou trabalhadores foi o de ‘agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura’, que registrou uma queda de 12% no número de pessoas empregadas.

 

O levantamento ainda mostra que o rendimento médio do trabalhador com carteira assinada caiu 3% com relação ao trimestre anterior. Já o rendimento médio do empregador apresentou o substantivo aumento de 32,4%, passando do trimestre anterior de  R$4.568 para R$6.049.

 

No cenário nacional, alguns estados tiveram resultados mais satisfatórios. Em dez unidades federativas a taxa apresentou significativo recuo. As maiores taxas foram observadas na Bahia (17,3%), Amapá (16,9%) e Pernambuco (16%) e as menores em Santa Catarina (6%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

 

A taxa de desocupação do país no segundo trimestre foi de 12%, ficando abaixo do registrado no primeiro trimestre (12,7%) e do segundo trimestre de 2018 (12,4%).

PNB ONLINE

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta