Home Cidades Relatório aponta que MT lidera indenizações por acidentes com moto

Relatório aponta que MT lidera indenizações por acidentes com moto

0

Entre 2009 e 2018 houve aumento de 428% nas indenizações. Em 2018, foram 100 indenizações para cada 10 mil veículos e, em 2009, 36 indenizações pagas a cada 10 mil veículos.

Um relatório divulgado pela seguradora responsável pelo Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) aponta que Mato Grosso foi o estado que teve o maior número de indenizações pagas a motoqueiros pelo seguro, em 2018.

De acordo com o relatório, foram pagas no estado 1.614 mil indenizações em 2009, e 8.534 mil em 2018. A análise constatou um aumento de 428% entre nove anos. Em 2018, foram 100 indenizações para cada 10 mil veículos e, em 2009, 36 indenizações pagas a cada 10 mil veículos.

O seguro indeniza despesas médicas e casos de invalidez e morte causados por acidentes de trânsito. O dinheiro é proveniente do seguro obrigatório que os donos de veículos pagam todos os anos na renovação dos documentos.

Do total arrecadado, cerca de 50% são destinados às indenizações, 45% para a União, que investe no custeio com despesas do Sistema Único de Saúde (SUS) e 5% é destinado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para campanhas educativas.

O diretor de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá, Michel Diniz, explicou o perfil e as principais causas de acidentes com motociclistas. Ele disse que cerca de 80% são homens e tem entre 18 a 25 anos de idade. O principal fator é o excesso de velocidade e a ingestão de bebida alcoólica.

A maioria das indenizações do DPVAT pagas em 2018 no estado foram por invalidez permanente. Foram 6.901 pagamentos do gênero, representando um aumento de 892% desde 2009.

As indenizações pagas por despesas médicas aumentaram 133%, com 1.026 mil pagamentos em 2018, em 2009 foram 439 indenizações. As indenizações por mortes em acidentes de trânsito cresceram 26,5%, de 480 em 2009 para 607, em 2018.

Ainda segundo os dados, apesar do crescimento nos seguros pagos às vítimas e seus familiares, a frota de motocicletas e motonetas no estado aumentou 90% nesse período, subindo de 450 mil para 856 mil veículos em circulação.

Os segurados receberam um valor de indenização de acordo com o caso sofrido. Essas pessoas machucadas ou tiveram lesões permanentes ou perderam familiares em acidentes de trânsito. O valor pago pelas indenizações varia de R$ 2,7 mil a R$ 13,5 mil.

Em comparação com outros estados do Centro-Oeste, em 2018, Mato Grosso teve três cidades com o maior número de indenizações pagas pelo DPVAT. Em primeiro, Cuiabá, com 1.996 pagamentos, em terceiro; Várzea Grande, com 1.025 registros, e, em sétimo; e Rondonópolis ficou em 9º lugar, com 780 indenizações pagas.

G1

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta