Home Polícia Padrasto manda áudio à ex-mulher após matar filho dela; ouça

Padrasto manda áudio à ex-mulher após matar filho dela; ouça

0

A Polícia Civil tomou conhecimento de dois áudios enviados por J.A.S, de 45 anos, acusado de matar um rapaz de 17 anos e tentar contra a vida do irmão dele, de 17, nesta semana, em Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá).

 

Conforme a polícia, o áudio foi enviado para a mãe dos adolescentes, no dia do velório de seu filho, na última terça-feira (17).

 

O homem teria enviado a mensagem logo após o crime, porém a mulher só ouviu um dia depois, quando ele já estava preso.

 

Na mensagem, o homem ameaça, dando a entender que “vai fazer algo” com os adolescentes. E ainda diz que ela “vai sofrer para o resto da vida”.

 

“Seus filhinhos querido, ‘cê’ vai ver o que vai acontecer de hoje para amanhã. Você vai sofrer esse sofrimento para o resto da vida e vai lembrar o que fez comigo pelo resto da vida. Você vai chorar e lembrar. Não podia ter feito isso com ele, porque eu sei que estava errando”, diz outro trecho.

 

Em outra mensagem, o homem relata com frieza que “amou” ter assassinado os dois filhos da ex-mulher.

 

“’Cê’ gostou de ver seus dois filhos mortos? Gostou? Porque eu amei matar”, disse, acreditando ter matado os dois menores.

 

Ouça os áudios:

 

Tentou se matar

 

O homem foi preso no dia seguinte após o crime, enquanto andava a pé pela MT-170, na tentativa de fugir da cidade de Juína.

 

Já na cadeia pública da cidade, ele tentou tirar a própria vida.

 

Segundo a Polícia, o homem tentou se enforcar usando a própria camiseta. No entanto, outros presidiários perceberam e chamaram os agentes.

 

Ainda não se sabe qual é o real motivo do crime.

 

O caso

 

Os dois adolescentes foram esfaqueados na madrugada de segunda-feira (16), dentro da residência onde moram, em Juína.

 

Segundo a Polícia Militar, um dos garotos – de  17 anos – levou uma facada no pescoço e não resistiu aos ferimentos.  O outro jovem, de 15, teve perfurações pelo corpo, mas foi socorrido com vida.

 

O caso aconteceu por volta das 4h30. Os militares informaram que, depois do crime, o suspeito enviou uma mensagem por WhatsApp a um parente de Cuiabá contando que os jovens estavam mortos. Em seguida, ele fugiu.

 

No mesmo instante, esse parente ligou para um conhecido em Juína, que foi até a casa das vítimas.

 

O homem encontrou o portão aberto. O garoto mais velho estava em sua cama, já sem vida.

 

Encontrado no sofá, o outro garoto recebeu atendimentos e foi encaminhado para o hospital.

 

Fonte: MidiaNews

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta