Home Esportes Pablo agradece Carille e revela filme na cabeça ao vestir uniforme: “Todo...

Pablo agradece Carille e revela filme na cabeça ao vestir uniforme: “Todo mundo leva porradas”

0

Estreante na seleção brasileira, zagueiro se diz emocionado com primeiro treino e elogia técnico que o comandou no título brasileiro do Corinthians, em 2017

Pablo vestiu o uniforme para disputar seu primeiro treino pela seleção brasileira na tarde desta segunda-feira, em Londres, e imediatamente teve lembranças de sua carreira. Convocado pela primeira vez, ele deu entrevista, se disse maduro pelas “porradas” que levou, e comentou a emoção de conviver com craques como Neymar e Philippe Coutinho.

– Tudo é novidade. Um dia você sonha, um dia você pensa em alcançar objetivos, e estar aqui é um sonho realizado. Hoje, quando entrei no quarto e coloquei o uniforme da Seleção, passou um filme na cabeça. Tantas lutas, dificuldades, choros, todo mundo que tenta alcançar objetivos leva porradas na vida. Isso faz você amadurecer ainda mais. É muito bacana estar ao lado de caras como Neymar, Coutinho, só feras. É gratificante – afirmou.

Pablo também fez questão de citar Fábio Carille, técnico que o comandou nos títulos paulista e brasileiro do Corinthians, no ano passado.

– Meu ano de 2017 foi muito especial, amadureci demais jogando no Corinthians com o Carille. Eu falo sobre ele em todas as entrevistas, aprendi muito como profissional e pessoa. Ele é um cara espetacular, me ligou assim que saiu a convocação, dando parabéns, falando só coisas boas. Sou muito grato pelo que aprendi, por todo o conhecimento tático que ele tem. E agora com o Tite, que é o treinador dele, digamos assim, vou aprender muito mais – disse.

  • A primeira oportunidade na seleção brasileira:

– A gente nunca desiste dos nossos sonhos. Tem que acreditar sempre, apesar de com 27 anos ser um pouco mais velho. Sempre trabalhei, me dediquei em pensamentos positivos, com o objetivo de um dia defender a Seleção, que era o mais importante. Estou muito feliz com essa oportunidade e quero me doar ao máximo para ter outras nessa fase de reformulação. Eu estava me arrumando para ir ao treino, tranquilo, meu telefone começa a receber um monte de ligação. E meu pai, chorando, disse que eu havia sido convocado. Perguntei se era brincadeira. Minha esposa olhou na internet e chorou muito também. Vou sempre me lembrar deste momento.

  • Quem é o Pablo?

– Pablo é um cara muito tranquilo, alegre, sorridente, que conversa com todo mundo. Não sou melhor do que ninguém. Sempre penso no próximo, isso é uma coisa que peguei de família. Já passei por vários clubes, e este é um momento de muito trabalho, concentração. Espero ficar por mais tempo. Ser convocado é uma coisa, continuar é outra. Vou me dedicar para ganhar a confiança da comissão técnica e do Tite.

  • As referências no futebol e os zagueiros da Seleção:

– Quando eu comecei a jogar futebol, pensei em ser zagueiro. Pensava no Lúcio, com toda sua garra e determinação. E depois apareceu o Thiago Silva, um cara que eu gosto muito. Cresci observando, tentando pegar um pouco do que via deles em campo. A Seleção está bem servida nessa posição. Marquinhos, Miranda e Thiago Silva têm nível altíssimo, todos de qualidade. Mas eu vou trabalhar pelo meu espaço, me doar ao máximo, como fiz em todo lugar que passei. Claro que pode ser difícil, mas isso depende muito de mim, do meu trabalho, do meu esforço.

Fonte: GloboEsporte

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta