Home Geral Na Câmara, fabricantes de celular pedem que 5G não atrase no BR

Na Câmara, fabricantes de celular pedem que 5G não atrase no BR

0

Enquanto os principais países do mundo se preparam para padronizar as redes 5G, o Brasil enfrenta alguns obstáculos que podem fazer com que a tecnologia demore a ser implantada por aqui. Na quarta-feira (27), em audiência pública na Câmara dos Deputados, as fabricantes de celulares pediram que o leilão do 5G não atrase. A previsão é de que ele seja realizado no primeiro trimestre de 2020.

Há três pontos chaves que são considerados os principais empecilhos da implantação do 5G nacional: a segurança nas comunicações, o leilão das faixas de espectro do 5G e a possível interferência que o sinal do 5G causa em TVs com antena parabólica.

Assunto é urgente, mas processos devem ocorrer com cautela

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a matéria tem sido tratada com urgência, sendo que o edital do leilão aguarda votação no conselho diretor da agência, previsto para ocorrer até o final deste ano. No entanto, a pressa para agilizar os processos não deve interferir na clareza das tomadas de decisões.

5G é mais que internet para smartphones

A implantação do 5G é base do desenvolvimento da indústria 4.0 e deve revolucionar as comunicações. Para Marina Pita, representante da organização da sociedade civil Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, a chegada da nova tecnologia deve promover uma política de desenvolvimento da indústria nacional, pois, segundo ela, o Brasil está muito dependente de tecnologia de outros países.

De acordo com a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), o sinal do 5G deve causar interferência no sinal de TV aberta proveniente das antenas parabólicas. Se isso acontecer, 22,1 milhões de residências, ou 33% dos lares brasileiros, serão afetados.

A Ericsson, também presente na reunião, negou que o 5G cause interferência em parabólicas e ainda afirmou que grande parte dos equipamentos vendidos no Brasil têm procedência nacional, embora não tenha apresentado dados concretos sobre a alegação.

5G e as vendas de smartphones

É compreensível que as fabricantes de celulares estejam ansiosas para que o 5G seja padronizado o mais rápido possível. Embora algumas dessas empresas – sobretudo as chinesas – tenham conseguido vender bem, usuários de smartphones têm trocado de aparelho com cada vez menos frequência. A chegada de uma nova tecnologia de conexão de internet seria uma boa razão para aquecer o mercado.

Tecmundo

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta