Home Cidades Mato Grosso é convidado a participar de rede global de informações ambientais

Mato Grosso é convidado a participar de rede global de informações ambientais

0

O Estado de Mato Grosso foi convidado a integrar a plataforma CDP (Carbon Disclosure Project) que reúne informações sobre impactos ambientais e iniciativas de desenvolvimento sustentável de mais de 800 investidores e 540 governos. O objetivo é que a transparência das informações auxilie estados, regiões e municípios a divulgarem mundialmente as ações em curso para conter as emissões de gases de efeito estufa e, como consequência, encontrem alternativas de financiamento de projetos.

O gerente de Supply Chain do CDP, Lauro Marins, destaca que Mato Grosso já é referência para outras regiões do mundo por ter sistematizado e integrado todas as informações e ações de desenvolvimento sustentável na Estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir). “Também chama atenção do mundo o fato de que o Estado possui metas claras”, completa. Por meio da estratégia, o Estado se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2020, manter 60% da cobertura vegetal nativa, entre outros.

Considerado o melhor ranking de sustentabilidade do mundo, a plataforma CDP busca educar e capacitar o mercado para realizar compras mais sustentáveis. O objetivo é que por meio da divulgação das informações, as empresas que fizeram compromissos pelo desenvolvimento sustentável se tornem cada vez mais responsáveis pelo cumprimento dos acordos firmados.

O diretor executivo da PCI, Fernando Sampaio, lembra um dos objetivos da estratégia capitaneada por Mato Grosso é justamente abrir mercados junto a essas empresas e investidores. “Muitas empresas, mundialmente, firmaram compromissos para redução das emissões de CO2. Mato Grosso está disposto a ajudar, mas também quer ser ajudado”, reforça.

André Baby, secretário de Estado de Meio Ambiente, concorda: “Já temos a agropecuária mais sustentável do mundo. Temos as áreas de reserva legal e preservação permanentes garantidas em lei. Isso é muito! E é urgente que isso seja reconhecido economicamente”.

A metodologia empregada pelo CDP para avaliação das ações será avaliada pelos técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Durante o encontro realizado nesta quinta-feira (12), a organização também foi convidada a participar do Grupo de Trabalho “Valor e Engajamento” da Estratégia PCI que visa criar um cardápio de possibilidades para que os investidores possam remunerar Mato Grosso pelos serviços ambientais.

Cenário MT

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta