Home Destaque Mais de 6 mil pacientes aguardam por cirurgias eletivas em MT

Mais de 6 mil pacientes aguardam por cirurgias eletivas em MT

0

Recurso federal deve diminuir fila de espera nos próximos meses

Conforme dados do Sistema Nacional de Regulação (SISREG), há atualmente em Mato Grosso um total de 6.366 pacientes à espera por uma cirurgia eletiva, que são procedimentos de média complexidade, que não demandam urgência e podem ser programadas. O Ministério da Saúde reservou no final do ano passado, um recurso milionário para diminuir essa fila, que, em maior ou menor número, se repete em todos os estados do Brasil.

 

Os repasses foram anunciados em dezembro de 2019, por meio de uma portaria assinada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, mas só serão disponibilizados a partir deste mês. Para os municípios de Mato Grosso, foi destinado o valor de  R$ 4,15 milhões.

 

O recurso total de R$ 250 milhões para o Brasil será aplicado na estratégia de acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o Ministério da Saúde, o valor enviado a cada estado é proporcional à população do ano de 2019, conforme estimativas do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

Em Mato Grosso, a previsão é de que o recurso seja distribuído para os municípios a partir do mês de março. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o valor exato que cada município irá receber vai ser definido pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems), após a primeira reunião da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), composta por representantes da saúde do Estado e de municípios.

 

Serão atendidos 53 tipos de procedimentos que incluem catarata, varizes, hérnia, vasectomia e laqueadura, além de cirurgia de astroplastia de quadril e joelho, entre outras com grande demanda. Os procedimentos com maior demanda são os oftalmológicos, para tratamento de catarata e de suas consequências, e para tratamento de doenças da retina, seguidos de cirurgia para correção de hérnias e retirada da vesícula biliar.

 

PN Online

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta