Home Esportes Irritado com arbitragem, Inter quebra protocolo e deixa taça de vice e...

Irritado com arbitragem, Inter quebra protocolo e deixa taça de vice e medalhas na Arena

0

Colorados não participaram do cerimonial de entrega das taças, após perda de título

Minutos depois da derrota nos pênaltis para o Grêmio, nesta quarta-feira, os jogadores do Inter já deixavam o gramado da Arena e passavam, um a um, em direção ao vestiário de visitantes. Após amargar o vice no estadual, os colorados quebraram o protocolo e não participaram do cerimonial de entrega das taças. Inclusive, deixaram no estádio o troféu de vice-campeão do Campeonato Gaúcho.

A taça do vice acabou levada por um funcionário da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). O troféu deve ser entregue nesta quinta-feira ao Inter, na festa dos melhores do Gauchão em Porto Alegre.

Sem participar da cerimônia, os jogadores do Inter também não aguardaram para receber as medalhas do vice-campeonato. Questionado sobre o tema na entrevista coletiva após a partida, o vice de futebol Roberto Melo disse desconhecer o paradeiro da taça.

– A taça eu não sei. Não chegou, não fui quem recebeu. Não sei da taça – afirmou Melo.

Além do abatimento natural pela derrota, o Inter deixou a Arena inconformado com a arbitragem e com a FGF. O principal alvo de reclamação dos colorados nesta quarta-feira foi o pênalti de Guilherme Parede em Bruno Cortez, assinalado por Jean Pierre após recorrer ao VAR.

– Não faltou nada. Só faltou ter um juiz imparcial. O pênalti que ele deu é brincadeira. Sabíamos que seria assim. Desde o começo do campeonato estava assim. Contra tudo e contra todos, conseguimos levar para os pênaltis. E faltou pouquinho para ser campeão – disparou Sobis.

Marcelo Lomba defendeu a cobrança de André, mas o Inter viu seu prejuízo aumentar antes disso. Inconformado com a decisão, D’Alessandro partiu para cima do árbitro Daniel Nobre Bins e vociferou contra a penalidade – acabou expulso.

O técnico Odair Hellmann também foi expulso e se recusou a sair de campo. Só o fez, com a intervenção da Brigada militar. Na zona mista do estádio, o treinador seguiu esbravejando, a ponto de dizer, aos gritos, que a FGF deveria entregar a taça ao Grêmio, com medalhas aos árbitros.

Após a derrota tão dolorida para o maior rival, o elenco colorado ganha folga nesta quinta-feira e se reapresenta para trabalhos na sexta-feira. O Inter volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, quando enfrenta o Alianza Lima no Estádio Nacional, no Peru, pela 5ª rodada do Grupo A da Libertadores. A equipe já está classificada às oitavas e pode garantir o primeiro lugar na partida.

Globo Esporte

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta