Home Cidades Imóveis com rede de esgoto valorizam até 14%, aponta Instituto

Imóveis com rede de esgoto valorizam até 14%, aponta Instituto

0

Obras do sistema de esgotamento sanitário em Lucas do Rio Verde e contará com cerca de 770 novas ligações domésticas

Lucas do Rio Verde está retomando as obras do sistema de esgotamento sanitário e contará com cerca de 770 novas ligações domésticas no bairro Menino Deus, beneficiando aproximadamente 3 mil pessoas.

Além de favorecer com a saúde dos moradores, a cidade com saneamento básico, valoriza os imóveis em torno de 14% mais do que em áreas sem os serviços, conforme levantamento do Instituto Trata Brasil.

Um dos principais objetivos da gestão do prefeito Luiz Binotti, é a ampliação ao acesso à coleta de esgoto e água tratada na cidade. Um estudo do Instituto em parceria com a Sabesp mostra que a universalização do saneamento básico em 20 anos, traria ao país benefícios econômicos e sociais de aproximadamente R$ 537 bilhões. Em Lucas do Rio Verde, a estimativa de economia pelos próximos anos é de R$ 23 milhões, com a rede que já está sendo implatanda.

A obra retomada em Lucas do Rio Verde, é um convênio com o Governo Federal, por meio da Funasa, com recursos do PAC 2. Para aquisição de materiais, o governo destinou R$ 4,2 milhões. A contrapartida do Município será de R$ 1,6 milhão para pagamento da mão de obra e para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto será viabilizado um financiamento no valor de R$ 4 milhões.

Além da rede de coleta nas ruas, a obra contempla duas Elevatórias de Esgoto Bruto responsáveis por recalcar o esgoto até a estação de tratamento. A previsão de término é dezembro deste ano.

Atualmente, Lucas do Rio Verde conta com 38% de cobertura da cidade com coleta e tratamento de esgoto sanitário, o que representa cerca de 6,3 mil ligações. Com a ampliação da rede, passará para 42,4%.

Confira os benefícios do saneamento:

  1. Melhores indicadores de educação
  2. Valorização Imobiliária
  3. Valorização do Turismo
  4. Geração de emprego
  5. Redução de doenças
  6. Redução dos gastos com saúde pública
  7. Preservação ambiental

Cenário MT

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta