Home Cidades Hotéis, bares e restaurantes deverão deixar cliente visitar cozinha

Hotéis, bares e restaurantes deverão deixar cliente visitar cozinha

0

Legislação passa a vigorar em dois meses; proprietários de estabelecimentos aprovam medida

A partir de setembro, todos os hotéis, bares e restaurantes de Cuiabá serão obrigados a permitir a entrada de clientes nas cozinhas e dependências onde são armazenados os alimentos.

A sanção do prefeito Emanuel Pinheiro à lei foi publicada no Diário de Contas do Estado que circulou na quarta-feira (11). O texto passa a ter validade em 60 dias.

Conforme a Lei Nº 6.282, o consumidor terá o livre acesso às instalações, podendo adotar providências de modo que as normas de segurança e higiene sejam cumpridas.

O estabelecimento poderá quantificar o número simultâneo de consumidores para cada visitação e também poderá, se quiser, proibir o acesso de menores de 16 anos às cozinhas.

De acordo com a nova lei, a visitação deverá ser acompanhada por qualquer um dos funcionários, ou até mesmo pelo proprietário.

A lei, de autoria do vereador Doutor Washington (PV), também diz que o cliente deve limitar-se a observar o local, sem manipular quaisquer objetos.

Caso o consumidor detecte condições precárias de preparo, armazenamento ou de higiene, poderá comunicar à Vigilância Sanitária e ao Procon para que seja feita uma vistoria e as demais providências cabíveis.

A negativa deste direito poderá acarretar em representação verbal ou escrita contendo os dados necessários à identificação e qualificação do estabelecimento infrator.

Proprietários aprovam

O empresário Afonso Salgueiro, dono do bar e restaurante Getúlio Grill, afirmou que não terá qualquer problema em se adaptar à nova legislação.

“A minha cozinha sempre esteve aberta para o cliente. Mas isso é muito bom, obriga os estabelecimentos manterem suas cozinhas e câmaras frias sempre arrumadas e limpas. Agora acredito que os donos do estabelecimentos vão cuidar da limpeza com mais carinho”, disse.

Kadu Meoli, diretor do Bar Ditado Popular, na Praça Popular, também aprovou a nova lei. Ele informou que as portas de sua cozinha sempre foram abertas.

“Mesmo antes da lei, a gente já recebia visita de alguns clientes, sem problema algum. Na última semana, os alunos da IFMT [Instituto Federal de Mato Groso] fizeram uma aula ‘extraclasse’ dentro do nosso estabelecimento. Foi um grande aprendizado para eles”, contou.

Kadu, que também é membro da comissão da Abrasel (Associação de Brasileira de Bares e Restaurantes), disse ainda que os restaurantes já tinham como obrigação trabalhar conforme as normas da Vigilância Sanitária, mas que espera que as visitas aconteçam a partir de agora com regras e certos cuidados a seguir, no sentido de evitar acidentes nas cozinhas.

“Eu, quando viajo, tenho a prática de fazer visita assistida em cozinhas de grandes restaurantes. Enfim, os clientes serão bem-vindos desde que com as cautelas de segurança necessárias”, disse.

 

 

 

Fonte: MidiaNews

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta