Home Saúde Há jeitinho para “reinicializar” seu organismo depois de ter exagerado nas festas

Há jeitinho para “reinicializar” seu organismo depois de ter exagerado nas festas

0

Cometer exageros em festas ou datas especiais, consumindo alimentos mais calóricos e ingerindo doses extras de bebidas alcoólicas é normal, mas o comportamento pode provocar danos ao organismo e resultar em indigestão, dores de cabeça, entre outros desconfortos.

Algumas atitudes simples, no entanto, ajudam a “reinicializar” o organismo e evitar que os incômodos sejam prolongados. Confira algumas dicas de como readaptar o corpo, segundo o gastroenterologista Tomazo Franzini, diretor da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva:

Como fazer uma “faxina” no corpo após exageros

De acordo com o especialista, manter o organismo hidratado é fundamental para o processo de ‘faxina” do organismo. Graças aos seus efeitos diuréticos, o álcool causa desidratação, além da eliminação de potássio, sódio e outros sais minerais.

Portanto, após cometer exageros, procure beber bastante água e consumir alimentos ricos em potássio, como banana, suco de laranja, isotônicos e água de coco.

Mesmo que você tenha saído da dieta, evite ficar sem comer. Isso porque, segundo o médico, o álcool, ao ser metabolizado em nosso corpo, produz uma toxina que pode causar dores de cabeça, náuseas e tontura.

Ovo, brócolis, cebola são alguns dos alimentos ricos em cisteína, um aminoácido que ajuda na eliminação de boa parte desta toxina. É importante ainda consumir frutas para recuperar a energia que é anulada pelo álcool.

Por fim, o médico ainda ressalta a importância de prestar atenção a efeitos mais agudos e graves que podem ser causados pelo consumo excessivo de álcool, como gastrite aguda, hemorragia digestiva e pancreatite aguda.

Se os sintomas persistirem após o tratamento rotineiro inicial, como dor de estômago que irradie para as costas, e/ou náuseas e vômitos associados ou não à presença de sangue, procure um especialista.

 

 

 

Fonte: SadeVix

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta