Home Política Governo exonera 2 mil funcionários, mas ainda não conclui restruturação

Governo exonera 2 mil funcionários, mas ainda não conclui restruturação

0

palacio

O governo do Estado exonerou, entre 2 de janeiro e 25 de junho, 2.320 servidores e nomeou outros 1.635, conseguindo uma redução de cargos de 635. Porém, para atender à expectativa de reforma administrativa aprovada em abril pela Assembleia ainda falta extinguir 422.

A reforma, que foi aprovada em abril e sancionada em 21 de maio, prevê a extinção de 1.057 cargos. No entanto, nem todas exonerações promovidas pelo governo do Estado até o momento estão relacionadas à reforma administrativa. Esta redução representa, em número real, uma economia de R$ 24 milhões ao ano.

Isto porque, algumas são de funcionários que ainda eram da gestão de Silval Barbosa (PMDB) e estão sendo substituído por pessoas de confianças dos atuais secretários, principalmente, nos cargos de assessoria.

As exonerações e nomeações voltaram a se intensificar nas duas últimas semanas afetando todos os órgãos. Tratam-se de pessoas, em sua maioria, remanescentes da gestão anterior que foram mantidas para evitar que algumas ações fossem paralisadas.

Com a reforma aprovada pela Assembleia em abril, o Executivo estadual passou a atuar com um total de 93.324 servidores, sendo 40.301 efetivos; 2.768 comissionados; e 20.609 temporários. Sendo que 3,7 mil contratos não foram renovados após aprovação da lei.

O corte de pessoal também deve-se ao fato de o Poder Executivo estar acima do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, conforme relatório apresentado no balanço das metas fiscais. Além de ser o cumprimento de uma das promessas de campanha do governador Pedro Taques (PDT), que garantiu o enxugamento da máquina.

RD News

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta