Home Saúde Falta de ar pode ser sintoma de depressão, refluxo e até gravidez:...

Falta de ar pode ser sintoma de depressão, refluxo e até gravidez: o que fazer?

0

folego falta ar respiracao 0816 400x800Falta de ar é uma queixa pouco comum, mas que normalmente gera bastante preocupação. Apesar de estar ligado principalmente a problemas respiratórios, o sintoma pode ser alerta de diversas outras condições. Conheça as principais causas da falta de ar – e como desconfiar delas – a seguir.

Ter falta de ar sempre é grave?

Segundo a cardiologista Cláudia Bernoche, do Centro de Cardiologia do Hospital 9 de Julho, falta de ar é uma sensação que nem sempre implica em uma doença subjacente, já que pode estar associada a condições benignas e perfeitamente normais.

No entanto, ela também pode ser uma manifestação de problemas graves, sendo indicado se submeter a avaliação médica para determinar o risco.

O que pode ser falta de ar?

Bernoche indicou as principais causas de falta de ar:

Ansiedade, depressão e ansiedade

Problemas emocionais como estresse, depressão e ansiedade podem gerar os mais variados sintomas, como falta de ar, tremores, formigamentos e dor no peito. Em geral, a falta de ar associada a problemas emocionais deve ser investigada por um médico para confirmar o diagnóstico e tratar sua origem.

Altitudes elevadas

Locais altos possuem pressão atmosférica menor, o que deixa o ar mais rarefeito e reduz o oxigênio circulante. Isso explica por que pode haver sensação de falta de ar até que o corpo se acostume a esse novo ambiente.

Despreparo físico

Quem perder o fôlego após atividades físicas pode apresentar falta de resistência física.

Embora possa ser normal, essa situação também pode indicar que algo não anda bem com o coração ou com os pulmões, sendo recomendado que o paciente se submeta a uma avaliação médica.

Doenças cardiovasculares

Outra causa de falta de ar são as doenças que afetam o sistema circulatório, como insuficiência cardíaca, arritmia e dissecção de aorta.

Essas queixas também causam outros sintomas, tais como dor no peito, tontura, palpitações, alteração do ritmo cardíaco, cansaço e desmaio.

Outro risco ainda mais urgente e mortal é o infarto, que gera falta de ar, palpitação, ansiedade, sensação de azia, náusea, suor e dor ou rigidez no braço, maxilar ou peito.

Doenças pulmonares

sistema respiratorio 0318 400x800Outra causa são as doenças que afetam os pulmões, como pneumonia, bronquite e enfisema. Além da falta de ar, outros sintomas alarmantes são tosse, mal-estar, dor no peito ou nas costas, calafrios, febre, fadiga e chiado no peito.

Doenças respiratórias

A falta de ar pode ser causada por asma, rinite alérgica, sinusite e outros problemas respiratórios que interferem exatamente nas vias de passagem de oxigênio.

No caso das doenças alérgicas, o incômodo pode ocorrer de três formas. “A primeira é quando acomete a cavidade nasal e leva ao famoso ‘nariz entupido’, dificultando a respiração por essa via. Já a segunda afeta o pulmão e leva a uma crise de asma ou bronquite. Por fim, a última pode atingir a laringe e gerar um edema grave”, detalhou a cardiologista Cláudia Bernoche.

Gestação

feto gravidez preto e branco 0118 400x800O crescimento do bebe exerce pressão sobre os pulmões e diafragma, podendo dificultar a respiração ao ponto de causar falta de ar. Embora seja um sintoma normal da gravidez , é indicado avaliá-lo com um médico para descartar problemas mais graves.

Obesidade

O excesso de gordura visceral presente em obesos dificulta o movimento do diafragma, músculo responsável pela respiração, e torna mais custosa toda a mecânica da respiração. Com isso, pode haver falta de ar, especialmente após esforço intenso

O refluxo é uma condição causada pelo retorno dos ácidos do estômago para o esôfago. Com isso, o órgão fica irritado e pode emitir espasmos involuntários que são capazes de interferir no fôlego.

O que fazer ao sentir falta de ar?

Como falta de ar pode ser causada por várias condições, o ideal é procurar um médico para investigar se sua origem é fisiológica ou fruto de doenças, além de receber os cuidados adequados.

 

 

Fonte: SaudeVix

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta