Home Esportes Everton Ribeiro afirma que derrota para o Emelec mudou o Flamengo: “Um...

Everton Ribeiro afirma que derrota para o Emelec mudou o Flamengo: “Um grande passo”

0

Capitão lembra mobilização dos jogadores e da torcida nas oitavas e afirma que será preciso conquistar títulos para dar ao atual time rubro-negro o selo de vencedor

Everton Ribeiro chegou ao Flamengo em 2017 e se tornou um dos símbolos do processo de fortalecimento do clube. Depois de bater na trave na Sul-Americana 2017 e no Brasileiro 2018, seu desejo agora é marcar o nome na história rubro-negra. E com estilo. A meta é, depois do título do Carioca no primeiro semestre, fechar 2019 com mais três conquistas.

No Brasileiro, a ótima campanha com oito pontos de diferença para o segundo lugar coloca o time como grande favorito para ser o campeão. Na Libertadores, os comandados de Jorge Jesus fazem a final com o River Plate no dia 23 de novembro.

Até chegar ao Chile, foram grandes obstáculos. O Fla classificou em primeiro na fase de grupos por causa do saldo de gols, mas só garantiu a vaga na última rodada, após o empate com o Peñarol, no Uruguai. De acordo com Everton Ribeiro, o duelo das oitavas, contra o Emelec, que foi o grande marco.

Depois de perder por 2 a 0 no Equador, houve uma grande mobilização, o time devolveu o placar no Maracanã e conseguiu avançar na disputa de pênaltis. Um alívio que calejou a equipe.

– Foi onde nós fechamos e dissemos que tínhamos condição de virar. O que a torcida fez naquela semana e naquele jogo foi incrível. Disseram que não iam parar de cantar em momento nenhum. Nossa chegada ao estádio também foi espetacular. Ali demos um grande passo para chegar onde estamos agora – disse o camisa 7.

Nas quartas de final e na semi, o Rubro-Negro conseguiu fazer valer sua força e eliminou Internacional e, principalmente o Grêmio, com superioridade. O estilo de jogo ofensivo, com jogadores técnicos e números expressivos, encanta o país inteiro. Mas Everton sabe que as conquistas é que dão o selo de vencedor a qualquer time.

– O que vai ficar marcado é quando erguermos as taças – disse Everton, que, como capitão, teria a honra de levantar os troféus.

G1

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta