Home Cidades Em Cuiabá, cursos ajudam as crianças a lidarem com suas emoções

Em Cuiabá, cursos ajudam as crianças a lidarem com suas emoções

0

A percepção emocional ajuda as crianças a reagirem adequadamente, diz especialista

“Respira, não foi nada”. “Está tudo bem”. “Não tem necessidade de chorar”. Quantas vezes você já usou frases como estas em prol de tentar frear um ataque de raiva ou fazer cessar as lágrimas do seu filho? Apesar de a intenção ser legítima – até porque ninguém gosta de ver uma criança sofrer –, esse posicionamento desperdiça a chance de ensinar a criança a lidar com as próprias emoções e, portanto, de aprender sobre si mesma.

Tanto que, para auxiliar os pequeninos a reconhecerem os sentimentos que os afligem e encontrar maneiras saudáveis de expressá-los, cursos sobre inteligência emocional voltados para crianças vêm ganhando força em Cuiabá.

Entre eles, está a “Jornada das Emoções”, destinado para crianças de 4 a 12 anos, que ao longo de dois encontros semanais trabalham suas emoções por meio de atividades lúdicas em grupos distintos.

Conforme explica a idealizadora do programa, a psicóloga clínica e coach infantil Gina Coelho, assim como preconiza a Escola Superior de Educação de Coimbra, a percepção emocional ajuda as crianças a reagirem adequadamente.

Inclusive, a capacidade de regular as emoções as auxiliam a ter mais sucesso junto aos pares – como, por exemplo, quando percebem as emoções dos outros e interagem com sucesso no momento em que um amigo o magoa ou está zangado.

“Vivo essa experiência maravilhosa com meus alunos da ‘Jornada das Emoções’, com meus pacientes no consultório e em casa – como avó. É encantador ver o momento em que as crianças começam a identificar as emoções dentro delas e começam a falar juntos, citando exemplos. Aliás, nessa travessia é importante contar com um adulto ajudando-as a entender tudo isso – com acolhimento e auxílio para aprenderem a nomear o que sentem”, ressalta.

EMOÇÕES

Gina complementa que durante o curso os pequeninos trabalham a autoconsciência emocional, a gestão das emoções, como controlar produtivamente as emoções, a empatia e como gerir relacionamentos.

Entre os benefícios, estão a melhora significativa de comportamentos agressivos e birras, maior facilidade de dialogar em momentos difíceis ou de conflito, maior facilidade de se expressar no mundo, maior autoestima e segurança, além da formação de pais mais assertivos e conscientes do seu papel.

“Nas aulas, as crianças têm contato consigo mesmas. Muitas não entendem o que sentem e não sabem reconhecer e diferenciar as cinco emoções: raiva, tristeza, alegria, medo e nojo – que, na vida adulta, ganham novas vertentes. O medo pode se manifestar em adultos como ciúme, preocupação, angústia, ansiedade e insegurança. Logo, quando uma criança compreende essas emoções, ela se torna uma adulto capaz de conhecer, controlar e respeitar os próprios sentimentos”, destaca.

Para a advogada Alícia Farias Harima, mãe da pequena Luísa, tais mudanças são facilmente perceptíveis após o curso. “Minha filhota participou da jornada. Foi ótimo. São visíveis as alterações comportamentais no lidar com as emoções. Ver ela reconhecendo seus sentimentos é incrível. Também faço orientação de pais, com a psicóloga Gina Coelho, para entender melhor minha princesinha e aprender a lidar com suas fases, além de procurar sempre aplicar uma comunicação não-violenta”, pondera.

 

 

 

 

Fonte: MidiaNews

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta