Home Polícia Cinco são presos por envolvimento com tráfico e receptação em Mato Grosso

Cinco são presos por envolvimento com tráfico e receptação em Mato Grosso

0

Cinco suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas e receptação foram presos em flagrante pela Polícia Civil, em três ações distintas realizadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), na última segunda-feira. s trabalhos resultaram na apreensão de drogas, uma motocicleta e uma arma de fogo.

Três dos suspeitos foram presos em uma residência no bairro Jardim Maria Vetorazo, ponto que já era investigado pela equipe da DERF como ponto de armazenamento e comercialização de drogas. Em buscas na casa, foram apreendidos três tabletes e várias porções de maconha e também porções de pasta base de cocaína.

No local, também foi encontrada uma arma de fogo, calibre 22, tipo carabina, e R$ 400 em dinheiro. Diante das evidências, os três suspeitos, com idades de 28, 23 e 22 anos, foram conduzidos a DERF, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

Em outra diligência em um ponto conhecido como boca de fumo, no bairro Vila Canaã, os investigadores localizaram uma motocicleta Honda Titan, furtada no município, na noite de domingo. Quando abordado pelos policiais, o dono da residência, de 26 anos, inicialmente negou o furto, porém logo foi descoberto que ele estava ocultando o veículo. Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a DERF e autuado em flagrante por receptação.

No mesmo dia, os policiais da DERF Rondonópolis realizaram a prisão de um traficante, de 22 anos. O suspeito era investigado por atuar no comércio de entorpecentes, no bairro Liberdade, sendo encontradas em sua residência 06 porções de maconha, já embaladas para comercialização, além de plástico filme, utilizado para embalar a droga e R$ 190 em dinheiro trocado característico da atividade de tráfico.

Só Notícias

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta