Home Geral Chuva alaga avenidas, casas e comércio em Campo Novo do Parecis

Chuva alaga avenidas, casas e comércio em Campo Novo do Parecis

0

A primeira chuva forte do ano durou pouco mais de 1 hora e foi suficiente para alagar ruas, avenidas e invadir casas e o comércio da região. Muitas pessoas voltavam do trabalho e tiveram dificuldades de passar pelos locais atingidos.

A forte chuva que atingiu o município de Campo Novo do Parecis (440 km de Cuiabá) no final da tarde desta quarta-feira (3) causou estragos e alagamentos no bairro Jardim das Palmeiras.

A primeira chuva forte do ano durou pouco mais de 1 hora e foi suficiente para alagar ruas, avenidas e invadir casas e o comércio da região. Muitas pessoas voltavam do trabalho e tiveram dificuldades de passar pelos locais atingidos.

A Prefeitura ainda não decretou situação de emergência e a Defesa Civil de Mato Grosso não foi acionada para auxiliar no caso.

De acordo com o sargento Vaner Soares, da Defesa Civil do Estado, a cidade é plana e sofre com o problema de escoamento da água.

“O município é muito plano e acaba acumulando água em alguns pontos. Desta vez, o volume de água subiu rapidamente, mas logo escoou e não houve maiores danos. Estamos monitorando”, disse o sargento ao .

De acordo com o secretário de Estado de Cidades (Secid), Wilson Santos, a equipe do Governo realizou um projeto técnico para obras de drenagem.

“O Estado socorreu o município. O problema lá é a drenagem e escoamento das águas. A Secid fez o projeto técnico [e drenagem]  e entregou à Prefeitura, para realizar as obras”, disse o secretário.

A Prefeitura de Campo Novo do Parecis realizou obras de drenagem e ampliou a capacidade de escoamento na região, mas mesmo assim não foi suficiente para conter o volume de água.

Ainda segundo a Prefeitura, outra obra está prevista para resolver o problema de alagamento, especificamente neste local.

No mesmo período do ano passado, centenas de famílias foram desalojadas devido às fortes chuvas. O receio da população é que o problema se repita este ano.

 

Fonte: RepórterMT

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta